Páginas

Ok, Michael Jackson morreu e todo mundo esqueceu do que tah fazendo vergonha na política brasileira pra lamentar a morte do astro pop. Claro que eu não quero colocar a questão se ele foi ou não relevante para a música, até por que isso é indiscutível, mas só lembrar que enquanto a mídia só fala em alguma tragédia, o tempo inteiro e em todos os jornais, os nossos "bons políticos" aproveitam para ofuscar suas maracutaias. Mas eu também não comecei a postar esse texto para falar sobre o que de importante está deixando de ser mostrado na televisão. Olha só o título, eu vou falar mesmo é do Michael . Mas não é sobre a sua grande influência nos ritmos. Bem deixa eu parar de enrolar e ir direito ao assunto. Estavámos eu e minha prima conversando e assistindo mais uma matéria sobre a vida do Michael Jackson. E claro que eles não deixam de falar sobre a badaladíssima vida pessoal do cantor. E especificamente na parte que falava das inúmeras cirurgias plásticas e as "desculpas " usadas por ele para justificá-las surgiu um assunto bem interessante: Por que ele queria tanto mudar a aparência? Minha prima levantou a incredulidade sobre ser mesmo por motivos de saúde essas interferências e me deu margem para viajar né? bem a minha cara... Eu acho q todo mundo q dá uma olhadinha aqui já notou que eu sou meio ligada em psicologia. E depois desse comentário eu comecei a tentar dar meu diagnóstico sobre o "caso". Eu me lembrei de uma matéria que eu li, ou alguém me disse não me recordo bem, na qual era tratada a questão do racismo nos EUA na década de 60,70. Lembro-me que foi feito um teste com várias crianças negras. Era apresentado a elas duas bonecas, uma negra e uma tipicamente branca(loira dos olhos azuis) e depois eram questionadas sobre com qual das bonecas elas pareciam e a resposta unânime era : " com a branca". Numa leitura superficial você vai me dizer: sim e daí?! Então para não ficar essa questão do sim e daí vamos averiguar o que essa pequena resposta tem de complexa. O que tem por trás dessa escolha. As crianças negras não conseguiam aceitar-se como eram. A sociedade impunha um comportamento e um padrão de beleza que fazia, como hoje ainda faz, as pessoas não se aceitarem e a terem vergonha se assumir-se tão qual são. A escolha da branca é a rejeição da origem, e a não aceitação da sua própria imagem. Eu gostaria de lembrar que esse teste foi feito com crianças! Imagine só os adultos que eles se tornaram! E imediatamente, sem ter como não associar, eu lembrei do Michael. Pode ser , claro que é uma hipótese de uma criatura doida que viaja legal (hahaha), que ele tenha sofrido dessa mesma rejeição de si próprio. Ele certamente não achava que ficaria mais famoso, ou seria mais aceito pelo público se embranquecesse, até porque o seus grandes sucessos e quando ele estourou no mundo da música ele ainda tinha traços do povo negro. A não aceitação não era exterior, era íntima, era dele com ele mesmo. Agora imaginem só como não é insatisfeita uma pessoa que passa a vida toda tentando ser algo que ele julga ser o melhor, o mais bonito. Triste... mas que a vida do astro pop foi triste e solitária isso todo mundo sabe. A vida dele era uma insatisfação constante, interminável. A ponto dele ter desfigurado o próprio rosto( depois de tantas cirurgias- observe a fotografia que ilustra essa matéria) com o desejo de alcançar um resultado inalcansável. Porque todo o padrão de beleza que foi incorporado por ele era uma idéia, ela nunca se concretizaria. Sinceramente, essa linha de raciocínio me fez entender muita coisa. Ele nunca se envolveu com mulheres negras- talvez por querer ter filhos brancos, como ele nunca pode ser e que julgava ser os melhores. Nunca ficou com nenhuma delas de verdade- Por que ele não poderia crer que o aceitassem, porque ele mesmo não se aceitava. Temos o péssimo hábito de esperar que os outros sejam meras imagens de nóse achem exatamente a mesma coisa. Teve uma vida para trabalhar e tentar ser o menino que desejou ser, a ter as coisas e necessidades que a sociedade o fez crer que precisasse. E quando estava suficientemente milionário foi tentar ter a sua tão sonhada infância. Em um lugar chamado "terra do nunca", muitíssimo adequado para um homem que sempre teve sonhos impossíveis. Ai ainda surge a questão: O homem é produto do meio? Sim, ele é, na grande maioria das vezes. Não na concepção de antigamente na qual o homem que nasce em lugar fértil se tornará necessariamente agricultor. Mas na qual existe o poder e a dominação ocultada, mascarada, disfarçada. De maneira tal que nos fazem acreditar que estamos agindo pela própria vontade quando na verdade é trabalhado maneiras de envolver você a tal ponto que se faça acreditar que tudo é advindo do seu desejo, da sua livre manifestação e vontade quando de fato, você está se comportando de maneira totalmente previsível e minuciosamente calculada. Falando assim parece que não estou falando de pessoas e sim de marionetes, mas não se enganem, os donos do poder fazem isso conosco sem que nos demos conta. Cria necessidades, desejos, comportamentos, anseios, frustrações criam verdades que legitimam e atende aos seus interesses. Começamos a falar de Michael Jackson, entramos no racismo, passamos pela psicologia e agora adentramos no tema de sociologia ciência política e dominação. Texto bem inter-disciplinar esse... hahaha Mas eu gostaria de levantar a questão e a observância. Você já parou pra analisar de onde vem as coisas que deseja? Porque você quer e como quer. Porque você se comporta de uma maneira e não de outra? Porque aceita uma verdade e rejeita outra? Toma isso como certo e aquilo como errado...? É uma boa reflexão.. aconselho que se discuta com alguém, a opinião de outras pessoas colaboram para aumentar sua linha de raciocínio, ampliar os horizontes e ver por outras óticas. Aposto que será uma experiência bem interessante. Minhas melhores ideias de discussão é as que eu tenho inocentemente com outras pessoas. Pequenos comentários que reservam em si uma grande linha de pensamento. Boa reflexão xerim Tatiana.

TESTE DE PSICOLOGIA

Você vai precisar de lápis e papel para anotar o número da questão e a resposta, assim fica mais fácil para ver o resultado.

Dica: Antes de escolher a alternativa, IMAGINE e somente depois veja em qual das alternativas melhor se encaixa o que você imaginou. TESTE : 1- Você está passeando a pé por um caminho. O que vê à sua volta? a) uma floresta escura, com enormes árvores, que impedem até a passagem dos raios de sol. b) um campo de milho, debaixo de um céu fantástico. c) montanhas grandes, cobertas por árvores bem verdes. 2- Em qual objeto você quase tropeçaria? a) um espelho. b) um anel. c) uma garrafa. 3- Você pegaria qualquer um deles? a) sim b) não 4- Seguindo pela mesma trilha, você tem que atravessar um pedaço cheio de água. O que seria? a) um limpo, claro e sereno lago b) uma ruidosa cachoeira c) um borbulhante riacho 5- No meio da travessia, você vê uma chave dentro da água. Como ela é? a) normal, de uma casa b) uma bonita chave antiga c) bem pequena, de cadeado 6- Depois de passar pela água, você continua andando e, logo a frente, vê uma casa. De que estilo? a) uma mansão à la Hollywood b) uma cabana com um gramado bem aparado c) um lindo castelo em ruínas 7- O que você faz? a) entra b) olha pela janela c) não se interessa 8- De repente algo cruza seu caminho e assusta você. O que é? a) um urso b) um mágico c) um gnomo 9- Agora, você chega a um muro com uma porta e dá uma espiada no buraco da fechadura. O que vê do outro lado? a) um jardim maravilhoso b) uma lagoa no meio do deserto c) uma praia com ruidosas ondas RESULTADOS: 1) A VIDA COMO VOCÊ A VÊ:
a) A floresta indica que você vai fundo nas coisas que quer, sabe identificar seus objetivos e conciliar suas metas, porém é quieto(a), calmo(a) e cauteloso(a). Todos que te conhecem o (a) acham interessante e não se cansam de elogiar seu ar misterioso, já que, por nada neste mundo, mostra seu verdadeiro eu logo de cara. Sabe ser um bom ouvinte. b) O campo de milho indica que você é brilhante, sociável, amável, brincalhão(ona). Faz amigos com facilidade e raramente se sente sozinho(a). Aonde quer que vá, é sempre o centro das atenções e, por isso, sente-se feliz e se diverte, digamos, até com uma certa facilidade. c) Caso tenha escolhido as montanhas, é sinal de que você é prático(a), tem senso de justiça, pé no chão e conquista as pessoas por sua honestidade. Uma prova disso é que sua atitude quando alguém pede que ajude a resolver um problema. Antes de tomar qualquer partido, ouve as partes envolvidas. 2 ) A PESSOA DOS SEUS SONHOS: a) A escolha do espelho mostra que você não acredita que "pólos opostos se atraem" , quando isto é em relação ao amor, e que, só vai sossegar quando encontrar a sua "alma gêmea", a pessoa que tenha os mesmos ideais seus. Nada mais justo. Só que é bom olhar um pouco mais a sua volta, porque de repente a pessoa perfeita para você pode ser alguém que normalmente você não olharia duas vezes. b) A escolha do anel significa que você coloca os sentimentos acima de qualquer outra coisa na vida, até de seu amor próprio. Romântico(a), acredita em amor eterno, e rima "amor com dor". Mesmo quando está sofrendo e sendo rejeitado(a), continua acreditando que a pessoa um dia vai descobrir que te ama. No seu projeto de vida, embora não admita, quer que seu parceiro(a) cuide de você e supra suas carências. c) Se escolheu a garrafa você é ambicioso(a), inteligente, prático(a) e quer um(a) companheiro(a) que ajude e batalhe ao seu lado, mais do que amor, paixão, busca, companheirismo e um parceiro(a) esperto(a), disposto(a), colaborador(a). Dos chamados "moscas mortas", você prefere manter distância. 3) VOCÊ QUER UM COMPROMISSO SÉRIO? a) Se respondeu sim, você não vê a hora de encontrar a pessoa certa, ou estando com alguém não tem problemas em se envolver. b) Se respondeu não, tem outras prioridades, pelo menos por enquanto. 4) LIMITES DA PAIXÃO: a) O lago reflete seu desejo de querer se ver livre de relacionamentos superficiais. Porém, só quando encontrar alguém muito especial, é que vai mergulhar de cabeça. b) A cachoeira revela que você gosta de conquistar, esbanjar seu charme e saber que as pessoas se apaixonam facilmente por você, mesmo que para você logo tudo perca a graça. Mas sempre aparece alguém novo, aliás, muito natural. c) O que um riacho é capaz de fazer, não? Você vive apaixonado(a) e sempre por alguém diferente. Você é movido à paixões e emoções intensas, passionais. Não dá outra: está sempre com uma pessoa diferente e sempre jurando que encontrou o amor de sua vida. 5) FUTURO BRILHANTE: a) Se viu a chave de uma casa, você tem uma vontade secreta de abrir novos horizontes na sua vida, só não sabe que rumo seguir. b) Se viu a chave antiga, mostra que você tem garra e uma vontade ilimitada de aprender tudo o que puder e que vai atrás e luta por seus objetivos. c) Ver a chave do cadeado significa que, você acredita na sua intuição para ajudá-lo(a) a encontrar um caminho, fora do comum, que te abrirá as portas do sucesso. 6) QUEM É QUE NÃO TEM AMBIÇÃO? a) Escolher a mansão, quer dizer que você possui vários objetivos na vida, e muito legais. Além disso, se esforça para ser o (a) melhor em tudo que faz e sente-se atraído(a) por atividades que dão chance de expressar sua criatividade. b) A cabana é a visão de uma pessoa realista sobre seu próprio futuro e que tem os pés firmemente plantados no chão. E provavelmente vencerá em qualquer atividade usando o esforço próprio. c) Caso tenha achado o castelo mais simpático, é porque ainda não conseguiu decifrar muito bem o que deseja para o amanhã. Enquanto isso, para não se desapontar, caso alguma coisa dê errado, prefere sonhar com o que vai fazer com o dinheiro todo que irá ganhar, quando ficar milionário. 7) QUANDO O SUCESSO CHEGAR a) Entrar na casa é ter confiança em tudo o que faz, sabendo que existe sempre a possibilidade de erro ou acerto. Sendo assim, nada consegue atrapalhar seu caminho. b) Se você olhou pela janela, é porque tem medo de falhar e por isso, desiste de tudo, sem ao menos ter tentado. c) Caso não tenha se interessado, é porque você se contenta com coisas simples e prefere não correr atrás do sucesso. 8) MEDO DE QUÊ? a) Para você, que escolheu o urso, depender de alguém é a coisa pior que pode te acontecer na vida. Na sua opinião, uma pessoa alcança a felicidade a partir do momento em que estiver pronta para andar com os próprios pés. b) Através do mágico, você demonstra o receio que tem com as situações que estão fora do seu controle. Porém, para aliviar tamanha tensão, procura ajuda com um poderoso gurú e explicações sobrenaturais para seus problemas pessoais. c) O gnomo é o retrato de uma pessoa preocupada com que os outros vão pensar dela, como os outros vão reagir se disser ou fizer coisas que elas não gostam ou aprovam. Afinal por que tanto medo de não ser aceito(a)? 9) SEU EU MAIS PROFUNDO a) Escolhendo o jardim, você provou que é maduro(a), honesto(a), sensível e dono(a) de uma inteligência privilegiada. Não é a toa que todos confiam em você de olhos fechados. b) Se escolheu a lagoa, ela apenas reforça a sua necessidade de ter seu próprio espaço, até para se isolar quando sente que as coisas não andam lá como tinha planejado. Chegará um dia em que você descobrirá que compartilhar os sentimentos com alguém de sua confiança poderá ajudá-lo(a) a ficar melhor. c) A praia é a escolha de quem é apaixonado(a) pela vida, nada convencional, com opiniões próprias e nem um pingo de receio de defendê-las e mudá-las, se for preciso.
Depois de desenvolver pavor de crianças mal-educadas e de vê-las em quantidade assombrosa, eu resolvi dar uma forcinha para aqueles que já as têm ou as que estão programando tê-las. Quando vi essa matéria não tinha como não compartilhá-la. por Celia Lima

A palavra tem um impacto imediato no cotidiano das crianças. É a entonação que damos a ela que faz com que os pequenos percebam nossas intenções. O aprendizado de conceitos e valores se dá também através do que é observado, absorvido e vivenciado. Como os valores que aprendemos na infância são os que carregamos pela vida afora, é importante que os pais ou os responsáveis pela criança sejam influências positivas em seu cotidiano. Os pequenos são super antenados, flagram os adultos dizendo algo e tendo um comportamento incoerente com o discurso. Então, é necessário que palavra e atitude estejam em conformidade com a verdadeira intenção dos pais.

O "não" é o limite, é a palavra-conceito que estrutura a convivência em sociedade, que dá a noção de perigo, de reconhecimento de fronteiras. O "por favor" é quase mágico, abre caminhos e possibilidades de conquista. O "obrigado" ganha simpatia e deixa portas abertas e assim por diante. Mas a palavra sozinha pode perder seu valor quando é exaustivamente repetida e não tem a respectiva atitude que a valide, que a torne coerente.

O "não" gratuito, sem reflexão, num primeiro momento deixa a criança indignada porque ela simplesmente quer. Então a criança insiste, insiste, e muitas mães e pais acabam cedendo porque o "não" adveio muito mais do vício na palavra que proporciona "conforto" para os pais do que por um motivo realmente consistente. A criança logo percebe que basta choramingar para conseguir o que deseja, e assim o "não" perde seu sentido. Mais tarde a criança será taxada de desobediente e os pais não se darão conta de que eles mesmos a ensinaram a não dar importância a um pedido ou a um limite explícito.

De nada adianta ensinar a criança a pedir "por favor" quando solicita algo, se os pais não o fazem, mas "ordenam".A dizer "obrigado", se eles mesmos não reconhecem as gentilezas dos filhos, dizendo que não fizeram nada mais que a obrigação diante de uma atitude solidária dos pequenos. Ou pedir à criança que não grite quando ela observa seus pais gritando um com outro e assim por diante. Esses são exemplos clássicos de questões simples do cotidiano, mas que ilustram como a base do caráter é formada através de observação e repetição de comportamentos.

São inúmeras as oportunidades que os pais têm para mostrar a importância de desenvolver e cultivar valores como respeito, generosidade, gratidão, responsabilidade, solidariedade. E a maioria nem percebe as chances que perdem de ensinar seus filhos. Veja, então, como você pode aproveitar situações corriqueiras para solidificar esses valores:

  • A partir dos três anos, peça permissão para verificar a mochila da escola ou avise que vai fazê-lo. Lembre de explicar o motivo: ver se tem roupas sujas, se há recados na agenda, por exemplo. Quando a criança for um pouco mais velha, passe a perguntar e peça que ela mesma mostre a agenda ou lhe dê as roupas para lavar. Isso fará com que naturalmente ela não mexa no que não é dela sem pedir permissão, lhe dará noções de respeito e limites, e fará com que ela entenda o que é seu e o que é do outro.
  • Uma vez por ano, no dia das crianças e/ou Natal, por exemplo, peça que seu filho identifique os brinquedos que não usa mais e avise-o que enquanto ele faz esse "trabalho" você estará fazendo o mesmo com suas roupas. Deixe que ele vá com você num orfanato ou igreja para fazer a doação. Isso lhe dará um senso de realidade, aprenderá a repartir suas coisas e a não acumular o que não usa. É uma lição de desapego.
  • Convide a criança a guardar os brinquedos e algumas vezes a ajude. Caso ela se recuse, guarde você mesmo num local inacessível e a ensine a olhar no calendário, estabelecendo uma data para que ela volte a poder brincar, três, cinco dias, por exemplo. Ela aprenderá que não se responsabilizar por suas coisas tem consequências que nem sempre são agradáveis. Mas é preciso que você seja firme, pois dessa forma ela também aprende a confiar em sua palavra.
  • Ajudar a criança com suas pequenas tarefas a autoriza a pedir ajuda também. Por exemplo, colocar e retirar os pratos da mesa ou enxugar a louça. Isso desenvolve um senso de solidariedade, ela aprende que as tarefas são realizadas de forma mais rápida e eficiente quando feitas em conjunto.
  • Procure não esquecer de agradecer ou de manifestar sua alegria não apenas por suas solicitações atendidas, como também pelos os gestos de carinho e atenção que crianças que estejam sob sua responsabilidade demonstram nas pequenas atitudes. Elas aprenderão a importância do reconhecimento e da gratidão e também se manifestarão quando as pessoas forem generosas com elas.
  • Conte ou leia histórias, contos de fadas, estimule comentários e impressões a respeito dos personagens e suas ações. Use a historinha para estabelecer paralelos com as situações do cotidiano. Existem livros que têm como meta o desenvolvimento emocional das crianças.
  • Se você puder tenha um animal de estimação. A amizade entre crianças e bichinhos promove um inestimável aprendizado com relação a aceitar as diferenças e desenvolverá nela sentimentos de compaixão, respeito e amor incondicional. Divida com ela os cuidados com o animal, como troca de água, oferta de alimento e banho, por exemplo. Isso lhe dará noções de compromisso com uma vida.
por Bruna Rafaele

Você conhece alguém que tem hábito de dramatizar as situações? Eu convivo com muitas pessoas assim e sempre me questiono se elas enxergam tudo de uma maneira real ou se distorcem a imagem do que as acontece.

Há uma relação entre o que sentimos e o que realmente ocorre. Pessoas diferentes percebem uma mesma situação de forma distinta. Um exemplo seria alguém que se traumatiza por ter sofrido um acidente de carro e, com isso, resolve nunca mais dirigir. Uma outra pessoa que estava no carro no mesmo momento pode não guardar nenhum trauma pelo ocorrido.

Tudo o que vivenciamos no exterior está ligado ao que temos dentro de nós. Pense num casal em que o homem é super carinhoso e atencioso, enquanto a mulher é muito carente. Para ela, as carícias de seu parceiro nunca são suficientes. Isto acontece porque o ato de agradar alguém não depende unicamente de quem quer agradar e sim da percepção dentro de cada um de nós do que é ser agradado.

A maneira como colocamos peso e importância nas situações vividas faz com que elas realmente pareçam ter um tamanho maior. Isso acontece com tudo ao nosso redor, como o modo que encaramos os problemas e as pessoas que fazem parte de nossas vidas. Muitas vezes, acreditamos que determinados fatos são mais fortes que nós mesmos, sem ao menos tentar encará-los. Depois, reclamamos por não termos forças suficientes para resolver tais problemas. Mas isso tudo partiu de uma atitude unicamanete nossa - a capacidade de dramatizar a situação, de colocá-la com uma relevância muito maior do que ela realmente possui.

Você já passou por alguma situação em que o seu drama foi tão grande e tempos depois chegou a rir da maneira como você reagiu? Você está passando por isso neste exato momento, se desesperando, perdendo sono e até a sua maneira de comer mudou por causa de um problema?

Se estiver desse jeito, algumas dicas são:

  • 1Pare um pouquinho e saia desse rodamoinho enorme que está em volta de sua cabeça lhe atormentando.
  • 2Liberte-se dessa pressão, dessa vontade enorme de que tudo dê certo, de que você precisa dar certo e escolher a melhor opção possível para resolver isso.
  • 3Pare de pensar na imagem que os outros vão ter quando você resolver tal questão.
  • 4Você realmente acredita que você é capaz de ser feliz e manter pensamentos positivos e otimistas sobre o que lhe acontece? Se a resposta for positiva, reflita: você vê alguma oposição entre o que realmente se passa com você e o que nutre em sua cabeça? Se a resposta for negativa, pense: o que você acha que merece é o que você dá a si mesmo?

Encarar a vida com leveza, vendo e sentindo o que realmente se passa com você, sem drama, é uma tarefa difícil e demorada, que exige verdadeira coragem para adotar uma visão madura e decidida de ser feliz. Mesmo que haja problemas a serem resolvidos, quando estamos nos dando o nosso melhor, não perdemos o brilho nos olhos nem o sorriso no rosto. Mas isto é tarefa apenas para quem quer encarar a vida como ela realmente é. Você está preparado para isso?

Jesus chama os seus discípulos e apóstolos para uma reunião de emergência, devido ao alto consumo de drogas na Terra. Depois de muito pensar, chegam à conclusão de que a melhor maneira de combater a situação e resolvê-la definitivamente era provar a droga eles mesmos e depois tomar as medidas adequadas. Decide-se que uma comissão de discípulos desça ao mundo e recolha diferentes drogas. Efetua-se a operação secreta e dois dias depois começam a regressar os comissários.

Jesus espera à porta do céu, quando chega o primeiro servo:

- Quem é ? - Sou Paulo. Jesus abre a porta. - E o que trazes, Paulo ? - Trago haxixe de Marrocos. - Muito bem, filho. Entra. - Quem é ? - Sou Pedro. Jesus abre a porta. - E o que trazes, Pedro ? - Trago maconha do Brasil. - Muito bem, filho. Entra. - Quem é ? - Sou Tiago. - E o que trazes, Tiago ? - Trago lança-perfume da Argentina. - Entra. - Quem é ? - Sou Marcos. - E o que trazes, Marcos ? - Trago marijuana da Colômbia. - Muito bem, filho. Entra.. - Quem é ? - Sou Mateus. - E o que trazes, Mateus? -Trago cocaína da Bolívia. - Muito bem, filho. Entra. - Quem é ? - Sou João. Jesus abre a porta e pergunta de novo: - E tu, o que trazes, João? - Trago crack de Nova Iorque. - Muito bem, filho. Entra. - Quem é ? - Sou Lucas. - E o que trazes, Lucas ? - Trago speeds de Amsterdam. - Muito bem, filho. Entra. - Quem é ? - Sou Judas. Jesus abre a porta. - E tu, o que trazes, Judas ? - POLÍCIA FEDERAL!!! - TODO MUNDO NA PAREDE, MÃO NA CABEÇA!!! - ENCOSTA AÍ, CABELUDO!!! A CASA CAIU!!!

Um senhor vivia sozinho em sua casa, ele queria virar a terra de seu jardim para plantar flores, mas era um trabalho muito pesado. Seu único filho, que o ajudava nesta tarefa, estava na prisão. O homem então escreveu a seguinte carta ao filho: Querido Filho, estou triste, pois não vou poder plantar meu jardim este ano. Detesto não poder fazê-lo, porque sua mãe sempre adorou flores e esta é a época certa para o plantio, mas eu estou velho demais para cavar a terra. Se você estivesse aqui, eu não teria esse problema, mas sei que você não pode me ajudar, pois estás na prisão. Com amor, Seu Pai”.

Pouco depois, o pai recebeu o seguinte telegrama: 'PELO AMOR DE DEUS, Pai, não escave o jardim! Foi lá que eu escondi os corpos' Como as correspondências eram monitoradas na prisão, às quatro da manhã do dia seguinte, uma dúzia de agentes do FBI e policiais apareceram e cavaram o jardim inteiro, sem encontrar qualquer corpo. Confuso, o velho escreveu uma carta para o filho contando o que acontecera. Esta foi à resposta: Pode plantar seu jardim agora, amado Pai. Isso foi o máximo que eu pude fazer no momento”.

***Estratégia é tudo!!!*** Nada como uma boa estratégia para conseguir coisas que parecem impossíveis. Assim, é importante repensar sobre as pequenas coisas que muitas vezes nós mesmos colocamos como obstáculos em nossas vidas.

Ter problemas na vida é inevitável, ser derrotado por eles é opcional' .

Dito popular antecede a Ciência quando diz que o sentimento é cego

O ditado popular o amor é cego é defendido com unhas e dentes quando o assunto é relacionamento. No entanto, estudos recentes comprovam que essa idéia vai muito além de um ditado popular. É o que explica o neurologista André Palmini, da Faculdade de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), quando o assunto é o efeito do amor no cérebro. Quando a pessoa está apaixonada por alguém, seu cérebro desativa estruturas responsáveis pelo julgamento crítico e por nos manter alerta contra ameaças do ambiente , explica o especialista. Os estudos ainda confirmam que os mecanismos cerebrais que identificam as atitudes dos outros de forma crítica são desativados. Dessa forma o apaixonado dificilmente consegue ver os defeitos e desconfiar da pessoa amada , afirma o neurologista. Hoje em dia, a Ciência dedica-se a entender o que motiva a mudança nas sinapses neuronais com o passar do tempo e o avanço da relação. Com a consolidação do sentimento, a pessoa passa a ver a outra pessoa amada de maneira muito parecida com a que vê as outras pessoas. O grande segredo da neurociência é porque as pessoas continuam juntas, mesmo com as mudanças no comportamento cerebral , afirma o especialista.
Como a Astrologia explica as mudanças que vivemos ao nos apaixonar por Alexey Dodsworth

Uma das mais fascinantes utilidades do estudo da Astrologia reside exatamente na possibilidade de entendermos melhor as pessoas através do estudo de suas cartas astrológicas de nascimento. Descortina-se à nossa percepção a oportunidade de compreendermos diferenças individuais que, de outro modo, seriam mal interpretadas.

A Astrologia classifica os temperamentos em quatro tipos, de acordo com os elementos: Fogo, Terra, Ar e Água. Os tipos de Fogo e Ar são mais parecidos entre si e se comunicam melhor, assim como os tipos de Terra e Água manifestam similaridades que tornam a relação mais confortável. Nada impede, contudo, que um tipo do elemento Fogo se relacione com o tipo do elemento Água. Muito embora ocorram atritos, tais diferenças podem ser substancialmente positivas não apenas para o relacionamento, como também para o crescimento individual.

Quando namoramos, um processo "químico" se processa, e não apenas transformamos o outro, como somos por ele transformados."Quando namoramos, um processo "químico" se processa, e não apenas transformamos o outro, como somos por ele transformados." Os elementos astrológicos interagem, gerando pessoas inteiramente novas.

Para a Astrologia, a análise simbólica do posicionamento de Vênus numa carta astrológica é muito importante. Vênus diz respeito aos nossos gostos, à nossa busca por prazer e satisfação. E a melhor forma de compreender os tipos diferentes de Vênus é fazendo um contraste entre elementos que são psicologicamente opostos que, mesmo se estranhando no início, causam grande mudança na vida um do outro.

Quando Vênus se encontra nos elementos Fogo e Ar (Áries, Gêmeos, Leão, Libra, Sagitário e Aquário), nos vemos diante de um tipo que aprecia a sensação de conquista, de aventura e novidade. Se você deseja conquistar o coração de alguém assim, valem algumas dicas importantes, portanto preste atenção: nunca, de forma alguma, pareça fácil ou demonstre que seu coração foi conquistado. Os tipos de Áries, Leão e Sagitário, por exemplo, gostam de desafios, da sensação de conquista, da adrenalina do primeiro beijo, daquele momento em que não sabemos se o outro irá nos corresponder ou não. Se você oferecer segurança demais, a pessoa pode simplesmente enjoar e partir pra outra. Além disso, não cometa a loucura de propor programas domésticos ou rotineiros para um tipo de Vênus em Fogo ou Ar, a não ser que você saiba ser original e fazer algo de bem diferente no âmbito da própria casa (algo como um jantar com aqueles amigos tailandeses, ou uma noite de queijos e vinhos com um grupo que toca harpa, por exemplo). Evite fazer cobranças, incorporando o modelo "mãe/pai chato(a)". Os tipos de Vênus em Fogo e Ar reagem bem a lembranças sutis, mas reagem muito mal a cobranças agressivas.

E se você quer mesmo conquistar o coração de alguém com esta configuração astrológica, preste atenção para este detalhe fundamental: neste caso, o ciúme pode acabar com tudo. Gente com Vênus em Ar e Fogo costuma ter uma coleção muito substancial de troféus amorosos que pode irritar. Gêmeos, Libra e Aquário, por exemplo, são cortejadores natos, e parecem estar dando em cima dos outros o tempo todo. A pessoa astuta lidará com isso de uma forma relativamente tranqüila, evitando demonstrar ciúmes, principalmente em relação a coisas que já passaram. Por ser vaidoso, o tipo de Vênus em Fogo pode irritar um pouco com sua tendência de chamar atenção a todo custo, se colocando sempre numa posição de ?objeto de desejo? dos outros. Do mesmo modo, o tipo de Vênus em Ar costuma ser tão bem relacionado que causa insegurança em seus parceiros. Com o tempo, entretanto, o Fogo se toca da necessidade de maior estabilidade e termina se aquietando com uma parceria mais firme. E o Ar aprende a ser menos "sociável" e mais seletivo em seus relacionamentos.

No outro extremo do espectro astrológico, encontramos os tipos de Vênus em Terra ou Água (Touro, Câncer, Virgem, Escorpião, Capricórnio e Peixes). Para este tipo, a estabilidade afetiva é fundamental e, para conquistá-lo, é preciso conquistar sua confiança, coisa que pode demorar um pouco. Dados à suspeita, os tipos de Terra e Água são fáceis de magoar, e ficam com o pé atrás em relação à maioria das pessoas ou situações. Podem parecer ossos duros de roer, e são sem dúvidas menos afetuosos e "dados" do que os do tipo Fogo/Ar, mas quando sentem que estão pisando em terreno sólido são capazes de uma dedicação e constância dignos de um romance de cinema. Por outro lado, ainda que sejam tão dedicados e fiéis, são conhecidos por serem cobradores, possessivos e controladores, sendo dados a dramáticos ataques de ciúme quando se sentem ameaçados. A melhor forma de evitar tais chiliques é demonstrando, de maneira amorosa, que a pessoa que você diz amar é efetivamente amada e está em primeiro, segundo e terceiro lugar em sua vida.

Se você deseja seduzir um tipo de Terra ou Água, convide-o para programas intimistas, sem muita "ferveção", pelo menos no começo. O tipo de Vênus em Água costuma ser mais afetivo e doce do que o tipo de Vênus em Terra, que costuma demonstrar que ama mais a partir de atitudes práticas do que de palavras. Tanto o tipo de Terra quanto o tipo de Água gosta de demonstrar ciúmes, e gosta mais ainda quando o outro também demonstra. Por isso, se quer fazer a felicidade de alguém com esta configuração, dê um chiliquezinho de ciúmes de vez em quando, nem que seja só uma ceninha. A pessoa vai adorar. É importante também saber que, para este tipo, demonstrações sólidas são importantes. Palavras, apenas, não seduzem. Nunca pense que vai ganhar aquela gatinha ou aquele rapaz simplesmente jogando charme ou dizendo coisas bonitinhas. O tipo Terra/Água é altamente desconfiado do reino das palavras. Eles entendem que qualquer um pode dizer qualquer coisa, mas que poucos são os que demonstram o que dizem. E não perdoam uma mentira, de modo que veja bem o que você faz quando namorar com alguém deste tipo astrológico!

Apesar dos tipos de Fogo geralmente se atraírem pelos tipos de Ar e os tipos de Água se atraírem pelos tipos de Terra, não é nada incomum que relacionamentos maravilhosos envolvendo elementos conflitantes ocorram. Quando os elementos conflitantes se encontram, atritos podem ocorrer, mas conduzem ao crescimento mútuo. Afinal, sem a Água, o Fogo jamais cessaria sua busca incessante por novas aventuras. Sem o Fogo, a Água estagnaria numa morosidade inativa. Sem a Terra, o Ar não aprenderia a ser mais prático. Sem o Ar, a Terra faria as coisas sempre do mesmo jeito. Sem o Fogo, a Terra tenderia à melancolia. Sem a Terra, o Fogo nunca construiria absolutamente nada. Sem o Ar, a Água viveria imersa no passado. E sem a Água, o Ar se perderia em atividades sociais superficiais. Como se vê, o caminho da evolução interior se dá com mais eficiência quando é a dois. Além de ser mais intenso, tal caminho será muito mais prazeroso.

por Katia de Arantes Leite

Pode soar como frase feita ou conselho de quem nunca viveu a situação, mas estar sozinho no Dia dos Namorados pode não ser tão ruim quanto parece! Apesar da mídia nos incitando a presentear e nos lembrando do quanto é bom ser presenteados, dos programas românticos sendo anunciados e dos amigos planejando suas comemorações, a idéia é aproveitar a ocasião pra dedicarmos um tempo especial para nós mesmos. Afinal, será que é mesmo "impossível ser feliz sozinho?"

Se tudo indica que você estará sem um par no Dia dos Namorados, comece a pensar em preparar um dia muito especial para você! A primeira providência é decidir se você comemorará sozinho ou com um amigo ou amiga. Talvez este seja o momento de telefonar ou mandar um email praquela pessoa tão especial, cuja companhia você gosta tanto e que por diversos motivos tem deixado de ver com frequência. Também vale uma aproximação com alguém do seu trabalho, algum vizinho que você sempre quis ter mais contato, mas deixou praquele "me liga qualquer hora", ou "um dia destes eu te ligo", ou ainda "passa lá em casa qualquer dia".... Quem sabe se você não acaba reunindo uma turma de "sem namorados" e role um daqueles deliciosos programas em grupo?

Um presente para você
Mas se você não encontrar companhia, não se deixe desanimar. Há muitas coisas que você pode fazer para presentear a si mesmo com momentos de prazer. Compre uma roupa nova e enfeite sua casa com flores. Construa um ambiente de cuidado, beleza e prazer e prepare-se para curti-lo.

Um programa muito agradável e que pode rolar sem companhia é ir ao cinema, ver aquele filme que você quer tanto e que quase já está saindo de cartaz. Pesquise o que está passando, veja as sessões, escolha um horário e localidade que te atenda. Se você nunca fez isso, talvez seja estranho ir pra fila do cinema sozinho, mas você vai descobrir bem rápido que tem muita gente que curte uma sessão de cinema assim. E entregue-se ao filme!

Na volta pra casa, você pode passar naquele mercado 24 horas e comprar uns petiscos especiais pra você e um vinhozinho. Se você estiver inspirado, prepare aquele prato que você adora e coma com prazer, numa mesa bonita. Coloque velas e aromatize o ambiente com óleos essenciais cítricos, que despertam a alegria que guardamos dentro de nós. Uma boa música é fundamental e claro que você vai escolher canções alegres e descontraídas. Não é hora de curtir fossa daquele relacionamento que acabou! Se você gosta de dançar, faça isso antes do jantar. É uma delícia você se soltar sem preocupação, com ninguém observando.

Relaxe e aproveite

Após o jantar, relaxe ouvindo uma música suave, lendo um bom livro ou assistindo a um bom programa na TV, (desde que não seja de notícias desastrosas, nem um filme de terror). Lembre-se que assim como alimentamos nosso corpo com água e comida, devemos alimentar nossos pensamentos e emoções com imagens e sons suaves e alegres, principalmente antes de dormir.

Você também pode aproveitar este momento especial de encontro consigo mesmo para refletir. Talvez escrever um pouco sobre como tem sido sua vida afetiva, sobre quem é o par que desejaria ter ao seu lado e o que você pode fazer para encontrá-lo. Ou mesmo perceber se este não é um momento onde estar sozinho lhe cai bem!

Após um banho gostoso, vá pra cama com aquele pijama ou camiseta velhinha super confortável e nada sexy que você nunca usaria na frente de ninguém! Pegue um bom creme ou óleo e massageie seus pés lenta e longamente. Se estiver frio, aqueça-os bem e coloque meias. Respire devagar e profundamente, pense em quantas coisas boas você pode proporcionar a si mesmo e tenha uma noite de lindos sonhos.

Você poderá perceber que neste Dia dos Namorados você mudou o disco e cantou: "cada ser em si carrega o dom de ser capaz de ser feliz"!

Um vídeo bem adequado a época..

Cazuza- Eu preciso dizer que te amo.

video
"Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final. Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver". O seu relacionamento acabou? Por quê? Você acha que viveu ele em todas as etapas, início, meio e final? Tem certeza que não deixou nenhuma porta encostada, nenhuma etapa para trás? Nada é mais perigoso do que sair de um relacionamento e deixar uma porta encostada. Ela não está aberta para você entrar novamente e não está fechada definitivamente para que você consiga seguir sua vida tendo força para abrir novas portas. Portas encostadas são obras de amores mal resolvidos, que por um ou outro motivo deixaram suas marcas. São como feridas em cicatrização, a dor não é insuportável, mas é constante, incomoda, perturba. Uma porta encostada nunca se fechará sozinha, não existe tempo para isso. Para ela se fechar, ela precisa da sua ajuda. Só o seu empurrão pode fechá-la. E para se fechar a porta de um amor mal resolvido, ele tem que ser vivido em sua totalidade. É preciso passar por todas as etapas, atração, paixão, amor, convivência, amizade, brigas e fim. Este trajeto do amor pode ser percorrido em algumas semanas ou durar muito tempo, mas é importante que o ciclo se feche. Caso isso não aconteça, ficarão as fantasias, as idealizações e a persistência, mesmo tendo plena consciência de como essa relação faz mal. É o fechamento da porta que libera a gente para ser feliz novamente. Quando você termina um relacionamento antes do ciclo se completar, você simplesmente deixa inúmeros sentimentos e vontades de lado, como se isso nunca tivesse existido. Mas como você pode deixar tudo isso de lado? Não, você não pode. Você pode simplesmente esconder no inconsciente. Assim, na superfície você pode se tornar amoroso, mas lá no fundo o tumulto está escondido. Mais cedo ou mais tarde, em um momento de carência ou dúvida esse sentimento vai se manifestar e você irá sofrer com esses altos e baixos. Por isso eu digo, um relacionamento não precisa ser eterno, mas ele precisa ser total. A sua totalidade, trás a liberdade de sentimento, que é o mais importante anseio do homem. Consiga tudo, mas se você não for livre, ficará sempre uma dor. Se você "deve algo" ao seu antigo namorado, marido, caso, dedique um tempo a resolver isso. Nunca "esteja em débito" com algo que lhe faz mal. Coloque um fim, e bata essa porta definitivamente. Não viva tentando se enganar, mentindo para você mesmo. Aquele que mente, vive em mentiras e atrai mentiras. E as pessoas só conseguem estar conectadas com a existência através da verdade. Não existe nada de errado em assumir a sua verdade, em assumir que o seu relacionamento deixou marcas que precisam ser resolvidas. Não deixe que o ego fale mais alto. Você sabe que o sentimento existe, que a porta está encostada. Na maioria das vezes você não precisa nem estar junto da pessoa para fechar essa porta, basta assumir, encarar, falar dos seus sentimentos. Você só precisa assumir que está neste estado temporariamente, e logo ele mudará, basta você perder o medo de falar dele, de pensar nele. Não trate isso como um segredo. Trate isso como um compromisso que precisa ser resolvido, e não prorogue nem mais 1 dia. Desmistifique-o, liberte seus sentimentos, assuma os riscos e seja feliz. Fale das suas dúvidas, dos seus sentimentos com alguém que você confia, eleja um amigo, alguém que realmente goste de você, e se abra. Quanto mais tempo você guardar esse sentimento só para você, mais perdida e sem saída você ficará. A vida é generosa, outras portas se abrirão assim que você fechar essa. E a vida enriquece quem se arrisca. Ela privilegia quem descobre seus segredos. Mas a vida também pode ser dura e cruel. Se você não ultrapassar a porta encostada, terá sempre a mesma porta pela frente. É a repetição perante a criação, é a estagnação da vida. Entenda de uma vez que as portas não são obstáculos, mas diferentes passagens! Fernando Carrara

Conheça alguns alimentos afrodisíacos e aprenda uma receita especial

por Rachel Lopes

Nada como um belo jantar preparado para uma ocasião especial... Mas além de gostoso, o jantar do Dia dos Namorados também pode apimentar ainda mais o seu relacionamento. Isto porque alguns ingredientes tem o poder de ressaltar o potencial sexual, são os chamados alimentos afrodisíacos.

Muitos associam afrodisíaco a ostras, ovos, amendoim, mas existem outros alimentos capazes de despertar o prazer - ideais para uma noite a dois.

O preparo dos alimentos afrodisíacos tem a ver com a função que cada ingrediente desperta no organismo. O chocolate, por exemplo, é ligado ao prazer, libera endorfina e por isso é altamente estimulante. Mais importante que isso, entretanto, é envolver os sentidos. Na gastronomia tudo deve ser muito bem casado. A imagem (design) que desperta a vontade, o aroma que inebria, o paladar que produz sensação de bem-estar na degustação e finalmente o prazer. Nada mais sexual que alimentar-se desta forma.

A produção começa agora!

Que tal deixar a inspiração invadir a sua alma? Prepare um momento especial para a pessoa que você ama e valorize quem está ao seu lado.

Você pode começar a produção com velas ao redor da sala e rosas vermelhas em arranjos pela casa. A variação deve ocorrer de acordo com o gosto do seu(sua) parceiro(a). Pessoas mais descoladas podem apreciar um visual com design mais arrojado, como lírios e velas coloridas.

Para cliar o clima, nada melhor que servir um vinho para relaxar o casal. Esta bebida é rica em bioflavonóides, que são substâncias extremamente estimulantes e podem aumentar a libido.Procure evitar espumantes, pois em excesso podem causar o efeito de "fermentação" no estômago.

O prato principal

O carro chefe da sua homenagem certamente será o jantar afrodisíaco, portanto, não descuide dos detalhes. O primeiro passo é a escolha dos alimentos. Então, vamos às dicas:

  • Abuse dos alimentos ricos em vitaminas do complexo B e em gorduras insaturadas, como os peixes. Eles dão aquela força para o funcionamento do corpo e ajudam na síntese dos hormônios sexuais.
  • Não deixe faltar alimentos com vitamina B5, pois são importantes para a produção de hormônios como a adrenalina, gerando excitação e prazer nas pessoas. Este elemento pode ser encontrado nos grãos de cereais, legumes, carne de galinha ou ovos.
  • Que tal uma sobremesa de frutas? Elas são grandes aliadas na digestão, principalmente as ricas em vitamina C, pois possuem polifenóis e bioflavonóides, responsáveis também por melhorar a circulação e os vasos sangüíneos. Um bom desempenho sexual passa por um cuidado extra com o sistema circulatório do corpo.
  • Você pode incrementar sua sobremesa com leite condensado, que além de ótima fonte de energia, pode gerar brincadeiras sensuais.
O que pode colocar sua noite em perigo

Cuidado com alimentos muito pesados, que podem dificultar a digestão após o jantar. O sangue fica concentrado na região do estômago, o que impede a irrigação para outros órgãos. Evite também beber em excesso, principalmente bebidas gasosas, pois provocam gases no estômago, gerando sensação de mal-estar.

Sugestão para sua noite especial

Para aproveitar o momento inesquecível, opte por uma refeição leve e balanceada, com carnes brancas, verduras e frutas. Escolhemos uma receita especial para você mesmo preparar para o seu amor. Mas fique à vontade para utilizar a que mais tenha a ver com vocês!

Peixe com Molho Tártaro

Ingredientes:

  • 12 filés de linguado
  • suco de limão a gosto
  • pimenta do reino a gosto
  • sal a gosto

Molho:

  • 1 lata de creme de leite
  • 1 colher de sopa de suco de limão
  • 1 colher de chá de mostarda
  • 2 colheres de sopa de picles picado
  • sal a gosto
  • pimenta do reino a gosto

Preparo:

Tempere os filés com o suco do limão, o sal e a pimenta.Reserve por meia hora para que o alimento ganhe sabor e depois coloque-os para grelhar.

Para o molho:

Misture o creme de leite com o suco de limão e mexa bem até obter um creme. Tempere com a mostarda e a pimenta do reino. Acrescente os picles Misture bem. Coloque os filés numa travessa e despeje o molho por cima.

Galera achei essa matéria num site e achei muito relevante.. Vejo isso acontecer com uma frequencia asssustadora.. Então aproveitando o clima do dia dos namorados ... Façam bom proveito.

Acabe com a monotonia reaprendendo a compartilhar seus sentimentos

por Vanessa Mazza Furquim

Quando nos apaixonamos, nos sentimos adentrando um mundo novo, cheio de novidades. Queremos experimentar tudo, aproveitando cada novidade, cada momento ao lado daquele outro ser humano. Pois, misteriosos e imprevisíveis, estes novos parceiros vão sendo descobertos, analisados, catalogados em nossa mente e nossa vida começa a se ajustar de forma que nossas individualidades convivam harmoniosamente. Desse modo, concessões são feitas, assim como acordos, discussões e planejamentos.

É assim que aquela maré de emoção e paixão passa, deixando a suavidade do amor, da confiança e do respeito mútuos. Isso é muito bom até certo ponto, porque, curiosamente, acontece uma coisa estranha com grande parte dos casais: eles começam a perder energia, a se tornar monótonos, previsíveis e sem graça. Parece que chega um momento em que não há mais anda a falar.

Esta situação se dá quando começamos a nos acostumar tanto com a outra pessoa, que caímos no costumeiro erro de acreditar que a entendemos completamente, que sabemos exatamente como ela é, o que pensa, o que sente. Assim, munidos desta sensação, não a observamos mais com atenção, não percebemos suas nuances, suas mudanças e o que está de fato nos dizendo. Simplesmente paramos de nos comunicar com ela.

Isso decorre porque, pela força da convivência e, como consequência de nossa entrega inicial, acabamos perdendo muito da nossa individualidade, com o fim de nos ajustarmos à relação. Paramos de fazer certas coisas que eram nosso costume quando estávamos sozinhos, deixamos de ver algumas pessoas queridas. Nosso tempo livre acaba sendo direcionado para as atividades do casal, que no momento é nossa prioridade. Enfim, paramos de pensar em termos de "eu" para pensar em "nós". E este "nós"pode se tornar extremamente nocivo, pois perdemos a noção de como é bom estarmos sozinhos, de que no nosso silêncio e nas nossas atividades individuais, crescemos como pessoas. Sem isso, vamos morrendo por dentro até chegar ao instante em que nada mais temos a acrescentar ao outro. Afinal, ele vê tudo, sabe de tudo. O mistério se foi. Mesmo que você mude, a tendência é que seu companheiro projete em você julgamentos que podiam ser verdade antes, mas que não fazem mais sentido hoje. Desta forma, o sentimento de mágoa e incompreensão começa a minar o relacionamento, antes tão feliz, levando-os muitas vezes à separação.

Não existe amor sem compartilhar

O pensador indiano Osho diz que "a alegria do amor só é possível se você tiver conhecido a alegria de estar sozinho, porque só então você terá algo para compartilhar". Isso é verdade, porque se você estiver num relacionamento esperando que o outro lhe traga felicidade, que o outro faça você se sentir especial, enfim, que o outro lhe complete, então é muito provável que você nunca seja feliz e que nunca faça seu parceiro feliz. Pois, obviamente, se você espera isso dele é porque não tem nada para oferecer. Tristemente ele também está esperando algo de você que nunca vem. São, portanto, duas pessoas tristes, sem nada, perdidas, esperando ser salvas. Mas como duas pessoas vazias podem completar uma à outra?

Bote salva-vidas: O que fazer para evitar este desfecho
  • Permita que seu companheiro tenha atividades individuais, como hobbies, passeios, viagens e saídas com amigos sem você;
  • Não fique monitorando o outro como se fosse uma mãe ou pai desesperados atrás do filho. Lembre-se que seu companheiro é um adulto e que, até que seja provado o contrário, é fiel e ama você;
  • Tenha você também atividades fora do relacionamento, assim não ficará tão focado no outro;
  • Cuide mais de si mesmo para fortalecer a auto-estima e a confiança em si mesmo, além disso, companheiro bonito se torna difícil de largar;
  • Não conte tudo sobre você, espere que o outro pergunte;
  • Tente renovar seu cotidiano vestindo roupas diferentes, fazendo programas juntos que sejam inusitados, experimentando lugares e comidas alternativas;
  • Volte a estudar, retome ou crie algum hobby para você.




Tem gente que fala que "coisas" da internet é coisa surreal, que ninguém acredita, que vc mente, que é quem você quiser, quando e onde quiser! Mas segundo as minhas experiências e as coisas que eu ouço não é bem assim que as coisas funcionam. Eu realmente concordo que vc se torna o que a sua imaginação, no seu mais louco devaneio, quiser. Mas eu também acho que você não consegue manter a mentira por muito tempo.. E o pior, quando há envolvimento afetivo ( não apenas amorosos, mas também de amizade) é complicado depois você " desdizer" tudo que vc, de fato, disse. E é aí que a vaca vai pro brejo... Por que se a outra pessoa estiver sendo sincera, ele naturalmente vai esperar o mesmo de você, logo a cobrança por sinceridade vai ser muito maior.
Eu ainda acho que pela internet você fica muito mais vulnerável. Você perde o medo por não está frente a frente com a pessoa e é mais você, se entrega mais, se envolve mais, é mais romântica, ou mais assanhada e até por achar que está impedida de se envolver ( você pensa : Isso é coisa de gente doida)e mesmo nesse mundo de fantasia, mesmo sendo intensos os sentimentos, talvez até por isso mesmo, você jamais consegue esconder quem você é de verdade. É aquela história, segundo Lincoln " engana-se uma parte do povo todo o tempo, todo o povo uma parte do tempo; porém, nunca todo o povo todo o tempo".
Você pode até inventar umas
historinhas, mas mais cedo ou mais tarde, se o negócio ficar sério ( o que inicialmente nunca se sabe quando e com quem vai acontecer) as mentiras vêm a tona e você fica completamente sem saber o que fazer. E na melhor das hipóteses é compreendido, na pior, perde um grande amigo ou mesmo um grande amor. E depois não vale se lastimar... Mas não achem que eu acredito ser fácil falar sempre a verdade... ainda mais quando você tem algo que quer esconder. Eu não estou aqui ditando como deve ser uma relação online, estou apenas colocando em evidência como ela se faz... Pode acontecer também de você se dedicar de corpo e alma, querer de verdade, ser sincera ( e no caso de uma paixão acontecer) você notar que foi iludida, enganada, manipulada e feita de besta. Não acredito muito que alguém seja tão ingênua de manter um contato com alguém, por um tempo razoável , e consiga ainda se deixar iludir completamente... talvez vocênão queira afetá-la pela desconfiança e assim , no caso de uma confirmação, ver ruir tudo que você quis e sonhou. Cuidado é um conselho bom... Eu sou meio suspeita, por que sou muito impulsiva as vezes e me deixo guiar pelo que sinto, mimada ou voluntariosa, você escolhe o adjetivo.No entanto, tenho um lado racional bastante aguçado. Sempre tem uma desconfiança aqui ou ali. Defesa ? talvez. Se é bom? Sinceramente não sei responder. Mesmo não podendo falar em nome dos meus queridissimos( sem hipocrisia ou sarcasmo) amigos virtuais, eu acho que fiz bons amigos, que mesmo longe  sei que posso contar. Não sei se a recíproca é verdadeira, mas quanto a minha posição eu não consigo não ser eu! Afinal, sou eu quem teclo, do meu jeito, com as minhas expressões próprias, não dá para esquecer de mim só por que estou na frente de um monitor!
Já ouvi histórias alegres, hoje mesmo eu ouvi uma; minha prima que chegou aqui contando o caso de uma menina que arrumou uma namorado em Portugal só que ela tinha um aqui. Mas ela gostava mais do de lá, mas sem a garantia de ser tudo aquilo verdade não se
desfez do relacionamento. Então um belo dia ela conversando com o português ele disse que viria vê-la e ela não pode mais esconder o namoro e pior que ela tava grávida do namorado. Aí já viu ? O cara ficou arrasado( o português) tirou ela de tudo que pode.. orkut, msn, mail TUDO! Mas o lance era : ele gostava mesmo dela, e como não conseguiu esquecê-la, então voltou para buscá-la e levá-la com ele. Enquanto ela me contava eu ficava com uma dozinha da menina por que ela tinha perdido um grande amor.. mas ainda bem que eles tiveram final feliz. Dizendo ela que viu isso no fantástico.. Mas também já escutei histórias de amor- loucura e morte. Sem falar em prostituição .. Vai lá saber o que lhe reserva o destino não é mesmo?! Alguém que tem muito a esconder há de ter algo de errado...Ou não, vai lá saber! É... eu tenho outra prima que já arruma namoradinho virtual.... E ela se envolve mesmo.. de verdade.
Tem tanta gente nesse
mundão de meu Deus que as vezes a pessoa que vai te fazer feliz esteja do outro lado do mundo( rsrs).. o bom da internet é isso.. amplia a sua busca, você não é mais obrigada a se contentar com quem mora por perto, pode procurar alguém que te faça sentir bem e realizada afetivamente em qualquer lugar. Também quem disse que a pessoa que nos fará bem deva necessariamente morar ao lado? Sem falar que em qualquer lugar que você vá tem algum amigo com quem pode dar risadas e conhecer o lugar.
Mas é isso.. não sabemos o que nos espera... tanto uma pessoa longe como uma pessoa de perto podem te fazer bem ou mal ( lembra do linha
direta? A maioria dos malfeitores eram conhecidos e muitas vezes ninguém esperava algo sórdido e cruel por parte deles ). A grande verdade é que "o coração do homem é terra que ninguém pisa" como dizia os mais velhos. Espero que nós internautas que fazem amigos por meio da internet tenhamos sorte de encontrar pessoas bem intencionadas para fazer parte da nossa vida por curto, médio ou longo espaço de tempo. Eu acho que o computador mais une do que separa... Pelo menos por um tempo... Mas que é muito legal você ter acesso a outras culturas, pensamentos, histórias isso é! Pela construção como pessoa de mente aberta, ou pelo simples fato de sentir diferentes sensações e a idéia de que você tem como desfrutar do mundo!

^.^
Tatiana
Esse vídeo é de uma música que gosto muito..Não sei exatamente o porquê. Me causa uma sensação de deja vu..me remete a uma lembrança que nem eu sei bem qual é, não vejo, apenas sinto.

video

Pesquisar este blog