Páginas


Saudações terráqueos,

Aqui estou eu mais uma semana com meu " bad convidado" que "dará a voz" por mais algumas postagens. Se você não acompanha o blog eu farei uma breve referência ao que estou a dizer. Eu encontrei um curso de sedução que aparentemente era bem inútil, mas como vocês notarão a palavra aparentemente não está nesta oração por acaso. Se quiser entender melhor, leia a postagem anterior. Se quiser saber o que ele tem a dizer esta semana. Acompanhe as próximas linhas.

Hoje o tema será beleza. Então, vamos deixá-lo falar... Fala Badboy lifeStyle.

"                                                                        O que é beleza?

A resposta à essa pergunta varia de acordo com a cultura. Por exemplo, a alguns anos atrás criaram a noção de que as mulheres com curvas, peitos grandes eram sexys. Este era um modelo para o termo sexy. Fizeram uma lavagem cerebral em toda uma geração e criaram nas suas cabeças um modelo de mulher bonita. Pamela Anderson foi o icone desta geração. Este modelo mudou nos últimos 10 anos e até pouco tempo estavam  promovendo por toda parte modelos magérrimas, esqueléticas com os seios pequenos. Não é de se admirar que tantas garotas ficam anorréxicas tentando seguir este modelo de beleza. Esta é a nova ideia que será implantada, ou melhor, esta sendo implantada  nesta geração de adolescentes. Ou seja, o que é sexy para nós é aquilo que a sociedade nos faz acreditar que é sexy. Por exemplo, em alguns lugares do mundo ser gordo é atraente, e quanto mais gordo for, mais bonito é., isso por que significa que é saudável, que tens dinheiro, que tens algo para comer (em fartura pelo jeito...). Na nossa cultura a sociedade deposita grande valor às mulheres bonitas e ligam a felicidade dos homens às mulheres atraentes, mas também relaciona esta felicidade com aquilo que é preciso comprar para conseguir mulheres bonitas. Como? Repare nos anúncios nas ruas e nas revistas. Vai ver a imagem de um carro caro e ao lado uma mulher atraente, ou outro produto qualquer, muito caro, como um rolex ou um Armani, e ao lado uma mulher atraente. Isso é pura e simplesmente lavagem cerebral. Se queres esta garota, compre isso.  Se ler uma das revistas mais conhecidas a nível mundial, a playboy, vai perceber que tem uma estrutura: uma modelo muito atraente num dos lados da revista e o que tens que comprar para conseguir mulheres como estas do outro lado, tais como tvs de plasmas, carros caros e todas as outras coisas  que precisa comprar para criares uma falsa confiança. Esta é a programação básica que eles fazem; e você tem que trabalhar sempre mais para conseguir todas essas coisas mas  mesmo quando compras um carro caro e todas essas coisas que a sociedade diz que tens que ter, isso não vai garantir que tenha a garota. Eu ( o Badboy LifeStyle) conheço um tipo que tem todas essas coisas e mesmo assim não consegue seduzir uma mulher. Por quê? Porque ainda não tem confiança necessária para abordar uma mulher que não conheça, e ela não o quer abordar porque o seu ego não lhe permite (isso definitivamente não se aplica a todas). No entanto dizem que quando poder comprar todas essas coisas e ter muito dinheiro vais ter muita confiança. De algum modo você se sente o prêmio e sentes que elas precisam de você e isso atrai mais as mulheres do que qualquer outra coisa. É exatamente este tipo de atitude que deves ter, mas eu ( o cara) vou te dar boas notícias, não precisas ter todas essas coisas, dinheiro, carro, para teres esta confiança. Só precisa se comportar como se fosses assim ( não mentir, mas conservar a confiança que teria caso tivesses todas estas coisas - é melhor explicar bem claramente, nunca se sabe..) e as pessoas vão te ver como se fosse um deles. Mas falaremos disso  detalhadamente mais adiante..."



Gostaria de salientar que nada que ele fala é novidade, mas estamos envolvidos tão intimamente a tudo que normalizamos e não sentimos como estamos sendo manipulados o tempo inteiro. O legal dessas postagem é que ela coloca o livre arbítrio em cheque e nos faz pensar sobre esse tema tão interessante. Afinal, quanto do que escolhemos é fruto da nossa livre e espontânea vontade?




Dica de filme para o final de semana: 1984 - george orwell (relacionado com o tema)


Divirtam-se
Pronto, falei. Agora é sua vez.


Olá povo meu!!

Esses dias eu confirmei minhas antigas crenças de que nada é absolutamente inútil. Deixa eu contar para vocês uma história.

Escanranfunchando os arquivos do meu pc um dia desses encontrei um curso de um tal de Badboy LifeStyle [ ele se auto intitula assim] que aparentemente parecia muito idiota, mas que me surpreendeu. A primeira impressão é de um curso de um conquistadorzinho barato que quer ganhar as custas de homens inseguros. Mas dedicando um pouco mais de atenção você percebe a aula de sociedade e comportamento humano que o cara dá [seja proposital ou não]. No decorrer das postagens vocês irão acompanhar o que eu tirei de mais interessante do tal curso. Por alguns meses será uma "série" do blog "exibido" todas as quartas-feiras. Quem curtir pode aparecer para conferir o que o cara vai dizer. Eu recomendo.


 Usem como bem entenderem [pro bem de preferência]. Fiz algumas "adaptações" em algumas palavras para facilitar a compreensão.

Vou deixar de delongas e deixar o cara "falar". Afinal o nome da postagem é "Fala Badboy LifeStyle " e não Fala Thathí, deixa que eu falo em outra postagem. ^^

" A Matriz Social "


Provavelmente você já assistiu o filme "Matrix". Esse filme é muito importante para se entender como nossa sociedade funciona. Se ainda não assistiu [acho pouco provável], sugiro que o alugue e o faça. Para os que viram a muito tempo revejam. Se viram quando crianças reassistam para que dessa vez possa entender o filme de verdade [etc...]. Depois de assisti-lo você poderá entender muito melhor e vai aprender mais facilmente o que estamos [ele está] a ensinar.

Todos sabemos que o sexo vende tudo. A sociedade nos controla de diversas formas, de modo que nos tornemos todos carneirinhos para servir melhor a sociedade [Esse cara provavelmente leu Nietzsche]. O sexo é apenas uma maneira de fazer isso. Uma grande parte do controle é feita através de uma lavagem cerebral, de forma a tornar as pessoas tristes e frustradas. E por que? Por que não se pode controlar as pessoas que estão felizes. Se você está feliz não vai comprar coisas, não vai procurar ajuda, não vai procurar felicidade. Enquanto você pensa nos seus problemas, enquanto pensa que está cheio de problemas na sua vida é garantido que vais trabalhar para ganhar dinheiro e com esse dinheiro possa comprar felicidade. A religião, a educação, a televisão e os anúncios estão sempre tentando mantê-lo frustrado para te venderem cada vez mais coisas. A sua estratégia principal é: criarem um problema para venderem a solução [ meio conspiratório não?]. E esses problemas podem até não existir. Mas não importa.

[...]

É impressionante como eles tornam as mulheres frustradas e infelizes ao transmitirem certas mensagens através de jornais e/ou revistas, como a cosmopolitan, por exemplo, mensagens nas quais transmitem que elas não são bonitas o suficiente e dizem como devem se parecer se quiserem ser desejadas pelos homens. Ver uma revista cosmopolitan e irá confirmar o que se está a dizer. Claro que a maioria das mulheres sentem-se mesmo infelizes por que não conseguem ser assim. Como todos sabemos, na nossa sociedade a beleza é igual a dinheiro: com muito dinheiro podemos fazer cirúrgias plásticas, podemos vestir roupas caras e ser atraentes. Isso significa que se uma mulher quer um 'bom partido' precisa estar bonita e atraente. E para conseguir dinheiro pra isso tem que se 'matar de trabalhar'. As mulheres estão constantemente infelizes por que a moda está sempre mudando e elas são obrigadas a comprar um novo par de sapatos, uma nova bolsa ou roupas novas, por que os que elas têm já não estão mais na moda. Por isso, se querem estar bonitas, têm que adotar esse novo estilo para esta estação, e isso custa bastante dinheiro. Também transmitem uma mensagem subliminar às mulheres: quanto mais bonitas estiverem, melhor é o homem que você merece. É assim que a mídia cria nelas uma falsa confiança: "assim vais ficar tão bonita que todos os homens do mundo irão te desejar". E todas as mulheres querem estar bonitas, não apenas para os homens e para as outras mulheres, mas também para si mesmas, por isso é muito fácil vender-lhes alguma coisa.  [...] 


Aguardem a continuação dos pensamentos do Badboy LifeStyle na próxima semana.

Pronto, falei. Agora é sua vez.


Pesquisar este blog