Páginas


Olá companheiros de plantão !
Meu cárcere semi-forçado está prestes a me prestigiar com a limitada liberdade, e então esse blog irá sacudir a poeira e voltar a ativa de verdade.
Só para não ser dada como total desaparecida vou fazer um post rapidinho hoje.
Eu vou fazer uma pequena reflexão a respeito de um filme que eu assisti essa semana, no sábado a noite (12/12), Cidade do Silêncio,com Jennifer Lopez e Antonio Bandeiras. Um resumo rápido do conteúdo do filme: Uma jornalista estadunidense, Lauren ( Jennifer Lopez)é convocada para ir até a cidade de Juarez, localizada na fronteira com o México, na intenção de descobrir o responsável por uma série de assassinatos( as vítimas, estimadas em 5000, na contabilidade real porque o número divulgado pelas autoridades era por volta de 375, eram mulheres, funcionárias de empresas de montagem de eletroletrônicos, componentes do processo de Livre Comércio ALCA) que estão assolando a cidade já há algum tempo. Chegando lá ela pede a ajuda de um velho amigo,  também jornalista Diaz ( Antonio Bandeiras) dono do jornal O sol de Juarez, jornal que denuncia toda sujeira por trás dos contratos industriais,  enfrentando toda máfia oculta e escondida por trás dos interesses políticos, para levar a verdade às pessoas. Quando chega a Juarez a jornalista conhece uma das vítimas que conseguiu escapar com vida do ataque e se alia a ela para descobrir a verdade e promover a prisão dos responsáveis. Vale salientar que o filme ´baseado numa história real.
Com o conhecimento prévio e superficial do roteiro do filme, vamos a sua análise político-sociológica, as entrelinhas ( que não são tão entrelinhas assim).
A grande história desse filme é a denúncia de como se instala e como se desenrola as negociações para estabelecer uma grande empresa em um país subdesenvolvido e tudo que é feito para alcançar o êxito dos negócios, além de mostrar todo jogo político por trás disso, ou seja, seus custos.
Apresenta a falta de segurança e a negligência, ou melhor descaso, com as condições de trabalho dos funcionários. O filme mostra uma cidade abandonada pelo bom senso da lei, apenas para não exteriorizar as condições deprimentes ocasionadas pela instalação das fábricas, já que o objetivo é expandir o acordo de livre comércio para a America Latina. Afinal, imagem é tudo não é mesmo?
O filme ainda salienta como trabalha conjuntamente poder econômico e poder coercitivo e como a lei é usada para beneficiar a dominação de alguns sobre a maioria pobre. Uma combinação que instaura um regime ditatorial capitalista mascarado, o que pode ser observado nos impedimentos de liberdade de expressão e exploração da camada pobre para encaminhar a cidade rumo ao "desenvolvimento". Há, no filme, um relato feito por uma das personagens( a menina atacada) que pode passar despercebido por alguns, mas que indica muito: a desapropriação das terras indígenas e o encaminhamento dos seus habitantes para frente de trabalho nas indústrias da fronteira. Uma maneira muito conveniente para empresários e Estado, numa ajuda mútua, num trabalho conjunto, de fornecer e encontrar , respectivamente, mão-de-obra barata.
Entre os envolvidos nos crimes haviam pessoas componentes de famílias tradicionais e importantes do México, filhos de empresários, que se uniam através de  por um voto de silêncio e beneficiamentos econômicos. Como diz a própria jornalista ( Jennifer Lopez) é tudo por causa do dinheiro. A omissão tem seu motivo repousado no dinheiro, mas as motivações para os crimes, me pareceu que, repousa simplesmente na falta de emprego da lei; o motivo foi a ausência de um receio de ser punido,  a certeza de que por ter o poder econômico- e via de regra o político, tudo lhe é subornidado.
É claro que inicialmente a matéria escrita, contando a história da índia funcionária da fábrica vítima desses impulsos sórdidos de alguns homens inescrupulosos não é publicada. Governadores, e outros membros da política estadunidense não permitem que seja maculado o sonho americano de exercer domínio em toda a América ( antigo por sinal, afinal todos se lembram do lema, "América para os 'Americanos' "! - Governo de Theodor Roosevelt- 1901-1909- Doutrina Monroe ). Insatisfeita, por ver  todo seu trabalho negado diante de conveniências governamentais, e diante de apelos das pessoas próximas desesperançosas com alguma manifestação justa da justiça ( que pode até parecer redundante, mas nós sabemos que não é, não mesmo, infelizmente) Lauren  não desiste.  Perde seu amigo  Diaz, que é assassinado, vítima de um atentado, vê a prisão de um dos envolvidos, a morte de outro, e a ininterrupta morte de mais mulheres mexicanas sem que ninguém seja responsabilizado. Ela vê a história se repetir como uma história sem fim, insolúvel. Então, larga seu emprego em Chicago e assume o Sol de Juarez no qual irá prestigiar o amigo morto dando continuidade a seu desejo de socializar a verdade e de tentar fazer diferença.
O filme relata abertamente como e quem paga a conta do "desenvolvimento". É um filme muito interessante que nos oferece um instrumento muito bom de análise do capitalismo selvagem que se deseja implantar no mundo e também em como o ser humano é capaz de tratar seu semelhante. Todo jogo de poder e todo esforço de exercer dominação nos proporciona uma reflexão, em vários aspectos, sobre como é constituída a sociedade ocidental " civilizada", a incomensurável diferença no tamanho da liberdade que temos e na que acreditamos ter( ou somos incitados a crer por motivos óbvios, afinal, ninguém quer o povo ciente da sua condição "afantochada [ existe essa palavra?] e clamando por liberdade de fato. Isso traria alguns problemas para os dominadores vocês não acham?). Quem sabe a partir dessas reflexões nós possamos instaurar conjuntamente um modo de viver realmente civilizado no qual as pessoas sejam tratadas com dignidade e  que além de respeitar umas as outras respeitem  o lugar onde vivem proporcionando o bem-estar, um bem-viver do qual todos possam desfrutar!

Ps: O show de Trumam ( dominação e liberdade) e Nação fast Food ( capitalismo selvagem)são outros filmes, dos muitos, que possuem temática semelhante.

Pronto falei.

Tatiana. 
Homens perdem função cerebral diante de mulheres bonitas


Um estudo realizado pela Universidade de Radboud, na Holanda, e publicado no Journal of Experimental Social Psychology sugere que os homens "perdem a cabeça", quando estão na presença de uma mulher bonita. De acordo com os cientistas, o público masculino usa uma porcentagem tão grande da sua função cerebral ou de seus recursos cognitivos para impressionar a mulher que ficam restritos para realizar outras tarefas, por mais simples que elas sejam.

A pesquisa aconteceu com voluntários heterossexuais que precisavam soletrar um grupo de letras o mais rápido possível. Depois do teste, eles ficavam 7 minutos, em média, conversando com uma mulher bonita e atraente e então repetiam o teste em frente à mulher.

De acordo com os cientistas, quanto mais os homens tentavam impressionar a companheira, menor era a pontuação e a rapidez com que desenvolviam o teste, chegando a um número 30% menor na pontuação. De acordo com os pesquisadores, é possível afirmar que os homens apresentam um forte declínio cognitivo quando estão na presença de uma mulher bonita.

O mesmo teste também foi realizado com o público feminino. Porém, elas não apresentaram uma queda na pontuação e nem na velocidade das respostas dadas na hora do teste.
Olá meus caros amigos,
Depois de uma férias forçadas, ainda não acabadas, apenas burladas, eu voltei rapidinho para fazer uma postagem sobre uma curiosidade que me instigou essa semana.
O filme está bombando, eu ainda não assistir mas quem quiser saber pode conferir no blog do meu amigo Érico, ou ir até o cinema mais próximo.
Alguns já fazem planos para seus ultimos dias, outros já começaram a a fazer tudo agora mesmo ( afinal, perder mais tempo para quê não é mesmo?). Na verdade eu ouço a história do fim do mundo desde de criança, e quando ainda trilhava caminhos infantis, pensei muito no que fazer se soubesse que aquele seria o meu derradeiro dia, hoje me preocupo mais com o que fazer com esse que se inicia.
 Bem, como havia iniciado no parágrafo anterior, uma curiosidade se apossou de mim e me instigou a verificar essas tais profecias na integra. O que previu (?) os maias exatamente? Então lá fui eu pelos caminhos do Stº Google matar essa insistente curiosidade. Para variar o que não falta é assunto sobre a visão dos nossos amigos extintos: os maias, e principalmente sobre a tal profecia que tanto se fala. Vamos deixar de conversa fiada e ir logo aos "finalmente" .
 Segundo a revista Hypescience a grande ameaça é uma espécie de "tiute" nos nossos sistemas elétricos e nossos meios de comunicações ( como satelites, internet, etc.) que poderiam trazer alguns inconvinientes como incendios, apagões ( não terá sido a ultimo apagão que pegou de surpresa alguns brasileiros um indício do fim dos tempos?!) e ameaçar a segurança de astronautas e blá, blá, blá.
 O que não falta é sensacionalismo e "gurus" dando lições de moral, ou " iluminados" nos chamando de terráqueos desprezíveis. Tah, eu sei que a gente não está sendo muito legal com a nossa querida Terra mas, não é bem assim que a " banda toca".
 Então, eu vou parar de enrolação e mostrar a vocês as 7 profecias maias que andam circulando na rede além das fotografias das pedras (1, 2, 3, 4, 5) onde foram escritas as famosas profecias ( essa parece ser até verdadeira, achei num site de história e palenteologia especializado. Parecem bem reais.) Quem conhece a língua ( maia) pode ler na intregra ( 1) (2) (3) (4)as profecias. Quem não sabe, o que se aplica a mim, só olha os desenhos.. é bem legal também..(^^)






A primeira profecia fala sobre o final do medo. Diz que o nosso mundo de ódio e materialismo terminará no sábado 22 de dezembro do ano 2012. Neste dia a humanidade devera escolher entre desaparecer do planeta como espécie pensante que ameaça destruir o planeta ou evoluir para a integração harmônica com todo o universo. Compreendendo que tudo está vivo e consciente, que somos parte desse todo e que podemos existir em uma era de luz.
A 1ª profecia Maia diz que a partir de 1999 resta-nos 13 anos, só 13 anos para realizarmos as mudanças de consciência e atitude de que eles nos falam, para que possamos nos desviar do caminha da destruição pelo qual avançamos para um outro que abra nossa consciências e a nossa mente para nossa integração com tudo o que existe. Os Maias sabiam que o nosso sol, eles o chamavam de " Kinich-Ahau" , é um ser vivo que respira e que a cada certo tempo se sincroniza com o enorme organismo que existe, que ao receber uma manifestação de luz do centro da galáxia brilha mais intensamente produzindo em sua superfície o que nossos cientistas chamam de erupções solares e mudanças magnéticas.
 

Eles dizem que isso acontece a cada 5.125 anos. Que a terra se vê afetada pelas mudanças do sol mediante o deslocamento do seu eixo de rotação. Previram que a partir desse movimento haveria grandes desastres.
 

Para os Maias o processo universal, como a respiração da galáxia, é cíclico e nunca mudam. O que muda é a consciência do homem, que passa através deles num processo sempre em direção a mais perfeição. Com base em sua observações os Maias previram que a partir da data inicial de sua civilização, desde o 4° Ahua, 8° Cumku, isso é 3.113 a.C., 5.125 anos no futuro ou seja, sábado 22 de dezembro de 2012 o sol ao receber um forte raio sincronizador proveniente do centro da galáxia, mudará sua polaridade e produzirá uma gigantesca labareda radiante.
 

Para este dia a humanidade deve estar preparada para atravessar a porta que os Maias nos deixaram. Quando a civilização atual, baseada no medo, passará para uma vibração muito mais alta de harmonia.
Só de maneira individual podemos atravessar a porta que permite evitar o grande desastre que o planeta vai sofrer para dar inicio a uma nova era, um sexto ciclo do sol.
 

Os Maias asseguravam que a sua civilização era a 5ª iluminada pelo sol ( Kinich-Ahau), o 5° grande ciclo solar. Que antes haviam existido outras 4 civilizações que foram destruídas por grandes desastres naturais. Achavam que cada civilização é apenas um degrau para ascensão da consciência coletiva da humanidade. Para os Maias no ultimo desastre a civilização teria sido destruída por uma grande inundação, que deixou apenas alguns sobreviventes dos quais eles eram seus descendentes. Pensavam que ao conhecer o final desses ciclos, muitos humanos se preparariam para o que vinha e que graças a isso haviam conseguido conservar sobre o planeta a espécie pensante, o seu humano.
 

Eles nos dizem que a mudanças dos tempos permite subir um degrau na evolução da consciência, podemos nos dirigir a uma nova civilização que manifestará maior harmonia e compreensão para todos os seres humanos.
 

A 1 ª profecia Maia nos fala do "tempo do não-tempo", um período de 20 anos chamado "Katún" . Os últimos 20 anos desse grande ciclo de 5.125 anos, quer dizer que desde 1992 até 2012. Profetizaram que neste tempo manchas do vento solar cada vez mais intensas apareceriam no sol, que desde 1992 a humanidade entrará num ultimo período de grandes aprendizagens, de grandes mudanças, que nossa própria conduta de depredação e contaminação do planeta contribuiriam para essas que mudanças acontecerem.
 

Essa profecia diz que essas mudanças irão acontecer para que possamos entender como funciona o universo e para que avancemos n níveis superiores deixando para trás a materialismo e nos livrando do sofrimento.
O livro sagrado Maia CHILAM BALAM diz que no 13° Ahau no final do último Katún ( 2012) o Itza será arrastado e rodará Tanka ( ...as civilizações... cidades serão destruídas) haverá um tempo em que estarão sumidos na escuridão e depois virão trazendo sinal futuro Os Homens do Sol, a terra despertará pelo norte e pelo poente, o Itza despertará.
 

A 1 ª profecia anunciou que 7 anos depois do inicio do 1° katún, ou seja 1999, começaria uma época de escuridão que todos nós enfrentaríamos com nossa própria conduta, disseram que as palavras de seus sacerdotes seriam escutadas por todos nós como orientação para o despertar. Eles falam dessa época como o tempo em que a humanidade entrará no grande salão dos espelhos, uma época de mudanças para que o homem enfrente a si mesmo para fazer com que ele entre no grande salão dos espelhos, para que ele veja e análise seu comportamento com ele mesmo, com os demais, com a natureza e com o planeta onde vive.
 

Uma época para que toda a humanidade por decisão consciente de cada um de nós decida mudar e eliminar o medo e a falta de respeito de todas nossas relações.

A 2ª profecia anunciou que o comportamento de toda a humanidade mudaria rapidamente a partir do eclipse solar de 11 de agosto de 1999. Naquele dia vimos como um anel de fogo que se recortava contra o céu, foi um eclipse sem precedentes na historia pelo alinhamento em crus cósmica com o centro da terra de quase todos os planetas do sistema solar. Eles se posicionaram nos 4 signos do zodíaco que são os signos do 4 evangelistas, os 4 guardas do trono que protagonizam o apocalipse segundo São João. Além disso, a sombra que a lua projetou sobre a terra atravessou a Europa, passando por Corsovo, depois pelo Oriente Médio , Irã, Iraque e posteriormente dirigindo-se ao Paquistão e a Índia . Com a sua sombra ela parecia prever uma área de conflitos e guerras.
Os Maias sustentavam que a partir desse eclipse, o homem perderia facilmente o controle ou então alcançaria sua paz interior e tolerância evitando os conflitos, então viveremos uma época de mudanças, que é a ante-sala de uma nova era, a noite fica mais escura antes do amanhecer.
O fim dos tempos é uma época de conflitos e de grande aprendizagem, de guerras, separação, loucura que vai gerar por sua vez processos de sofrimento, destruição e evolução.
A segunda profecia indica que a energia que se recebe do centro da galáxia aumentará e acelerará a vibração em todo o universo para conduzir a uma maior perfeição. Isso produzirá mudanças físicas no sol e mudanças psicológicas no ser humano que mudará sua forma de pensar e de sentir. Serão transformadas as formas de relacionamento e de comunicação, os sistemas econômico-sociais de ordem e justiça, serão mudados as convicções religiosas e os valores que aceitamos hoje. O ser humano irá defrontar-se com seus medos e angustias para solucioná-los e assim poderá sincronizar-se com o ritmo do planeta e do universo.
A humanidade irá se concentrar no seu lado negativo e poderá ver claramente as coisas ruins que estão fazendo, esse é o primeiro passo para mudar de atitude e conseguir a unidade que permite o surgimento de consciência coletiva. Serão incrementados os acontecimentos que nos separam mas também os que nos unem, criando uma instabilidade emocional, o medo, a agressão, o ódio, as famílias em dissolução, os enfrentamentos por ideologia, religião, modelos de moralidade e nacionalismo. Simultaneamente mais pessoas encontrarão a paz interior, aprenderão a controlar suas emoções, haverá mais respeito, serão mais tolerantes e compreensivas, encontrarão o amor e a unidade. Surgirão homens com altíssimos níveis de energia interna, pessoas com sensibilidade e poderes intuitivos para a salvação. Mas também surgirão farsantes que pretenderão obter lucro econômico as custas do desespero alheio.
Os Maias previram que a partir de 1999 começaria a era do “tempo do não-tempo”, uma etapa de mudanças rápidas necessária para renovar os processos geológicos, sociais e humanos. Ao final do ciclo cada um seria seu próprio juiz, será quando o seu humano entrará no grande salão dos espelhos para analisar tudo o que fez na vida. Ele será classificado pelas qualidades que tenho conseguido desenvolver na vida, sua maneira de agir dia após dia, seu comportamento com o semelhante e com o planeta.
Todos irão se posicional segundo o que sejam, os que conservam a harmonia entenderão o que aconteceu como um processos de evolução no universo. Por outro lado, haverá outros que por ambição ou frustração culpará os outros ou a Deus pelo que acontecerá.
Serão geradas situações de destruição, morte e sofrimento. Mas elas também darão lugar ao mesmo tempo a circunstancias de solidariedade e respeito pelo semelhante, de unidade com o planeta e com o cosmos. Isso significa que o céu e o inferno estarão se manifestando ao mesmo tempo e cada ser humano viverá em um ou em outro dependendo de seu próprio comportamento. No céu com a sabedoria para transcender o que acontecerá. No inferno para aprender com a dor e com o sofrimento. Duas forças inseparáveis, uma que entende que tudo no universo evolui para a perfeição, que tudo muda, outra envolta em um plano de materialismo que só alimenta o egoísmo. Na época da mudança dos tempos, todas a opções estarão disponíveis e praticamente sem censura de nenhum tipo e os valores morais serão mais frouxos que nunca para que cada um se manifeste livremente como é.
A 2 profecia afirma que se a maioria da população muda seu comportamento e se sincroniza com o planeta serão neutralizadas as mudanças drásticas que serão descritas nas seguintes profecias. Devemos estar conscientes de que o ser humano sempre decide seu próprio destino especialmente nesta época, as profecias são apenas advertências para que tomemos consciência da necessidade de mudanças de rumo para evitar que isso se torne realidade.

A 3 profecia diz que uma onda de calor aumentará a temperatura do planeta provocando mudanças climáticas, geológicas e sociais de magnitudes sem precedentes e a uma velocidade assombrosa.
Os Maias disseram que esse aquecimento se dará por vários fatores. Alguns deles pelo ser humano que por sua falta de sincronismo com a natureza só poderá produzir processos de auto-destruição. Outros fatores serão gerados pelo sol, que ao acelerar sua atividade pelo aumento da sua vibração, produzindo mais irradiação aumentando a temperatura do planeta.
Cada um de nos, de uma forma ou de outra, ajudamos a desflorestar o planeta ou a contaminá-lo. Com nossos automóveis, jogando lixo na ruas ou parques públicos, contribuímos para que o clima do planeta volte-se contra nós. As mudanças já estão acontecendo, mas como estão acontecendo muito lentamente nos adaptamos a elas e nem as percebemos.
O processo global de industrialização que teve lugar no século XX mudou dramaticamente a atmosfera com suas emissões de gases tóxicos. A chamada chuva ácida, um subproduto da queima de carvão ou derivados de petróleo e emissões de sulfetos e óxidos de nitrogênio das industrias tem lugar no mundo todo e concentra-se nas áreas urbanas, corroem os monumentos e pontes, a destrói a pintura externa, os bosques, causa damos à vida marinha e aos solos cultivados, transforma a água potável em tóxica e reduz a visibilidade. As chaminés contaminantes de milhões de fabricas indiferentes ao dano que causam, modificaram as temporadas de chuvas, as estações e o clima.
Em milhões de lugares no planeta ainda se cozinha à lenha, criando fogueiras que emitem grandes quantidades de fumaça, cinzas, vapor d’água e gás carbônico (CO²).
Tudo isso deu lugar ao aparecimento do efeito estufa, pois a concentração de CO2 que ficam flutuando na atmosfera e reagem quimicamente com dióxidos aumentando a temperatura. O ar que respiramos está cheio de partículas de monóxido de carbono (CO), dióxido de nitrogênio (NO2) e metano (CO3) produto resultante da combustão da gasolina no motor de milhões de automóveis e de milhares de usinas térmicas e de geração de eletricidade.
A depredação de selvas parra terras de cultivos ou para ampliar as cidades tornou-se uma prática comum. Os bosques que purificam o ar ao transformar gás carbônico em oxigênio, são incendiados. O ser humano não é consciente do mal que está causando ao planeta, nem que é preciso plantar para repor a vegetação que consome. O planeta transformou-se em um grande depósito de lixo. Enviamos contêineres com resíduos radioativos para o fundo do mar, carregamos navios inteiros com substancias não-degradáveis.
 

As variações climáticas, conseqüência das relações danosas do ser humano e das mudanças do comportamento do sol, produzem uma alteração das chuvas, diminuem sua intensidade, quantidade e regularidade. O aumento da temperatura produzirá fortes ventos, furacões e tufões.
Os furacões são tormentas gigantescas e violentas, um redemoinho de destruição e morte. São chamados de FURACÃO em homenagem ao deus do mau dos aborígines do Caribe. O furacão Mithi e os fenômenos associados ao El-niño são evidencias da tendência para grandes desastres causados pelo clima.
O sistema hídrico é fundamental pois cerca de 70% da superfície do planeta está coberta por água. Com o aumento da temperatura, diminui a umidade relativa do ar que trará como conseqüência menos nuvens e maior exposição ao sol, agravando assim o problema, assim será evaporada a água dos solos, produzindo muitas secas e grandes incêndios em todo o planeta, a falta d'água produzirá graves inconvenientes à vegetação, reduzindo seu crescimento e diminuindo consideravelmente o tamanho das colheitas. Ao reduzir-se a quantidade de água das chuvas, diminuirá também o fluxo dos açudes e lagos, criando sérios problemas à fauna da terra.
 

Tudo isso causará um forte impacto na economia, haverá desabastecimento e muitos produtos que dependem do clima como a água, as folhagens, os cereais, os pescados e a geração de energia elétrica terão aumentos vertiginosos de preço, serão épocas de racionamento de eletricidade, de fome e descontentamento social, aumentará o numero de pragas, insetos e doenças tropicais como a malária.
 

O comportamento do ser humano será crucial para suportar o aumento geral da temperatura causada pela sua própria conduta inconsciente e depredatória.

A 4ª profecia Maia diz que o aquecimento do planeta, causado pela conduta antiecológica do ser humano e por uma maior atividade do sol, causará o derretimento do gelo dos pólos. Se o sol aumentar seus níveis de atividade acima do normal haverá uma maior produção de ventos solares, mais erupções maciças desde a coroa do sol, um aumento na irradiação e um incremento na temperatura do planeta.

Os Maias se basearam no giro de 584 dias do planeta Vênus para efetuar seus cálculos solares. Vênus é um planeta facilmente visto no céu, pois sua órbita está entre a terra e o sol.

Eles deixaram registrado em seu “dresden codex” que a cada 117 giros de Vênus marcado a cada vez que o planeta aparece no mesmo ponto no céu, o sol sofre fortes alterações e aparece grandes manchas ou erupções do vento solar, advertiram q a cada 1.872.000 kines, ou seja, 5.125 anos são produzidos alterações ainda maiores e que quando isto ocorrer o ser humano dever estar alerta, é o presságio de destruição e mudanças.

No “Códicedrede” também figura o numero 1.366.560 kines que tem a diferença de 1 katun (20 anos) como um numero que aparece no Templo da Cruz.

No Tempo da Cruz, em Palenque está entalhado o numero 1.359.540 kines, a diferença que ele tem anotado no “Códicedresden”é de 20 anos ou 1 katun, é um período de tempo que eles chamavam de “Tempo do não-tempo” e é o que estamos vivendo desde 1992. As mudanças da atividade do sol serão maiores posto que as proteções que temos em todo o planeta estão ficando mais fracas.

O escudo eletromagnético que temos que nos protege está diminuindo em sua intensidade. A produção de ozônio na ionosfera que impedia a chegada dos raios ultravioletas a terra diminuiu e já apareceram alguns buracos enormes sobre os pólos permitindo a chegada dos raios do sol à superfície do planeta.

A atividade do ser humano está alterando a composição da atmosfera. O chamado “efeito estufa” que impede a saída do calor e aumenta a temperatura. Todos os fenômenos ao ocorrer simultaneamente produzirão modificações no clima e um aumento da temperatura nos mares e derreterá mais rapidamente o gelo nas calotas polares. Isso causará aumento do nível dos mares produzindo inundações nas terras costeiras, modificação morfológica dos continentes onde vivemos.

Os Maias previram que esta seria a forma como o planeta s limparia e teria muitas áreas verdes por todas as partes, o aumento da temperatura já começou, relatórios científicos de diversas fontes confirmam, estudos realizados oea Universidade de Colorado concluem que as geleiras e picos nevados de todo o mundo estão diminuindo seu volume notavelmente, como resultado do aumento geral da temperatura do planeta.

O maior pico nevado na áfrica, o monte Kenia, perdeu 92% de seu massa, os picos nevados do monte Quili-manjar sofreram redução de 73%, na Espanha e, 1980 havia 27 picos nevados, esse número foi reduzido para 13. Nos Alpes europeus e no Cáucaso na Rússia diminuíram 50%.
Na Nova Zelândia e nos montes entre a Rússia e na China houve redução de 26%, os cálculos preliminares dos estudos dizem que se as mudanças continuaram no mesmo rítimo em 50 anos não haverá picos nevados em nenhuma parte do mundo.

Na Antártida a situação é ainda mais grave, o pico está se derretendo a partir do centro e não a partir das bordas. É sabido que quando um lago gelado começa a derreter ele sempre o faz a partir de seu centro. A temperatura na Antártida aumentou 2,5°C nos últimos 25 anos e está aparecendo vegetação em locais onde antes não havia nada mais do que gelo.

Mais de 50% da população mundial vive perto do mar, por isso milhões de pessoas serão afetadas e deslocadas de seus lares. 1998 estabeleceu recordes de altas temperaturas, que ficaram dentre as mais altas dos últimos 600 anos. No entanto um aumento da temperatura como este que vem ocorrendo não muda rapidamente os níveis de água em todo o planeta, será um processo que levará vários anos.
A única coisa que poderia mudá-los seria uma mudança súbita na posição da crosta terrestre sobre seu núcleo central. Isso já ocorreu varias vezes no planeta ao mudar a posição dos pólos.
Sabemos que muitas coisas que não queremos que aconteçam e que causam grandes tragédias, acabam acontecendo.

Devemos nos concentrar em produzir resultados positivos de nossas ações e ao mesmo tempo crescer com as dificuldades que encontramos. Devemos assumir a vida e tomar as decisões de maneira consciente, devemos abrir os olhos às possibilidades que possam nos trazer e mundo em que todos culpam os outros pelo que acontece.

Todas as profecias procuram uma mudança na mente humana, pois o universo está gerando todos esses processos para que a humanidade se expanda pela galáxia compreendendo sua integridade fundamental com tudo que existe.

A 5ª profecia diz que todos os sistemas baseados no medo sob as quais está fundamentada a nossa civilização se transformarão simultaneamente com o planeta e com o ser humano, dando lugar a uma nova realidade de harmonia.
O seu humano está convencido de que o universo existe so para ele, que a humanidade é única expressão de vida inteligente e por isso age como depredadora de tudo que existe.
Os sistemas falharão para que o seu humano enfrente-se a si mesmo para que ele veja a necessidade de reorganizar a sociedade e continuar no caminho da evolução que nos levará a entender a criação.
Neste momento, praticamente todas a economias do mundo estão em crise, e foi desencadeada uma onda especulativa em todas as partes.
Em apenas 1 dia, 1 trilhão de dólares muda de mãos nos mercados financeiros internacionais. 15% de queda nos mercados fazem desaparecer o equivalente a uma riqueza anula de todas as fabricas dos E.U.ª juntas.
Desde 1995, a economia mundial não é mais dominada pelo intercambio de automóveis, aço, trigo e outros bens e artigos reais, mas pelo intercambio de dividas, ações e títulos de credito, isto que dizer, de riqueza virtual com a qual é muito fácil especular.
A síndrome do cartão de credito tornou-se um mal comum, o seu humano assume uma divida superior ao que ganha pondo sua economia pessoal na corda bamba, isso se reflete em todos nos níveis.
A especulação em torno do capital financeiro levou a uma situação econômica mais delicada que a de 1929, antes da queda da bolsa de valores em 1930.
Quase todas as economias do mundo então com problemas, especulações financeiras e os salva-vidas do governo com dinheiro de bancos que estão à beira da falência, dificultam ainda mais todo esse processo.
Existem então situações de alto risco no sistema econômico, e no sistema de controle de informações e se a isso se acrescentarmos o aumento na atividade do sol que pode causar danos irreparáveis nos satélites, a situação se complica.
Com as labaredas solares, recebemos uma dose incomum de raios ultravioleta que expandem a atmosfera superior diminuindo a pressão que existe sobre os satélites que estão a baixas altitudes. Isso fará com que ele diminuam a sua órbita para outra muito mais rápida e perderemos assim o contato temporal com eles - na melhor da hipóteses- e serão interrompidas todas as comunicações por satélite no planeta, também pode acontecer que os 19.000 objetos que transitam na órbita da terra ao receber a dose alta de eletromagnetismo do sol tenham seus componentes eletrônicas danificados e deixem de funcionar para sempre.
Ao afetar-se a ionosfera, pela emissão de raios solares, produzem-se alterações em todas as comunicações de radio e televisão, porque é nesta camada que são transmitidas e refletidas as diferentes freqüências.
Portanto, a economia e a comunicação são sistemas frágeis e interconectados com todos os outros. A rede elétrica é especialmente sensível às labaredas solares, como ocorreu durante 9hs em todo o Quebec em 1989.
O sistema de eletricidade é a coluna vertebral de nossas sociedades contemporâneas, se um falhar, falharão um atrás do outro como pedras de dominó derrubando consecutivamente todos os sistemas. Dizem que um sistema é tão forte quanto o mais fraco de seus componentes ou elos.
Imaginemos como reagiria a nossa sociedade à todos esses acontecimentos simultâneos. A comida ficaria escassa; as comunicações seriam impossíveis; a trafego enlouqueceria em todas as cidades, a economia ficaria paralisada; a maioria de nós perderia o juízo e teria inicio a uma desordem civil que pela quantidade de pessoas envolvidas ultrapassaria as expectativas e os controles civis e militares do governo. Essa situação de descontrole total modificaria para sempre todos os sistemas da sociedade.
Os sistemas religiosos baseados em um Deus que infunde medo também entrariam em crise. Surgiria um único caminho espiritual comum a toda a humanidade que terminará com todos os limites estabelecidos entre as diferentes formas de ver Deus.
O novo dia galáctico é anunciado por todas as religiões e cultos como uma época de luz, paz e harmonia para toda a humanidade. É claro então que tudo que não produza este resultado deve desaparecer ou transformar-se, a nova época de luz não pode ter uma humanidade baseada na economia militar de imposição de verdades pela força.


A 6ª profecia Maia fala que nos próximos anos aparecerá um cometa cuja trajetória colocará em perigo a própria existência do ser humano.
Os maias viam os cometas como agentes de mudanças que vinham para por em equilíbrio o movimento existente para que certas estruturas se transformem permitindo a evolução da consciência coletiva. Todas as coisas têm um lugar que lhes corresponde, todas as circunstancias, até mesmo as mais adversas, são perfeitas para gerar compreensão sobre a vida, para desenvolver a consciência sobre a criação. Por isso o ser humano está constantemente enfrentando situações inesperadas que geram sofrimento a ele, é um modo de conseguir que ele reflita sobre sua relação com o mundo e com os outros. Assim ao longo de muitas experiências em muitas vidas ele entenderá as leis naturais da razão e da criação.
Para os maias, Deus é a presença da vida em todas as formas e sua presença é infinita.
O cometa - Ajenjo como era chamado – de que fala a profecia foi também anunciado por varias religiões e culturas, por exemplo, na bíblia, no livro das revelações onde recebe o nome de “Absinto”, se o cometa aparecer é possível que sua trajetória o leve a se chocar com a Terra ou então que por meios físicos ou psíquicos conseguiremos desviar sua trajetória.
Os cometas sempre fizeram parte do sistema solar, milhares de resíduos atravessam, cruzam, vão e voltam, periodicamente e inclusive se chocam com os planetas que se movem sempre tranqüilos em suas órbitas regulares ao redor do sol.
A comunidade científica aceita que a 65 milhões de anos, no cretáceo terciário, um cometa caiu em Chicxulub, na península de Yucatan, no Atlântico. Causando a extinção dos dinossauros. Sua cratera com 180 km de diâmetro tem altas concentrações de Irídio – elemento muito raro na terra, mas, muito comum nos asteróides.
Associou-se o aparecimento de asteróides à momentos difíceis como a que coincidiu com a erupção do vulcão Vesúvio que destruiu Pompéia e Herculano no ano 79 d.c. ou com a queda do rei Harold por Guilherme, O Conquistador na Inglaterra e 1066 que foi registrada no Tapete de Beyeux; causaram pânico coletivo com o Halley em 1910, naquela época presumiu-se que a sua cauda era de gás venenoso (o cianureto) e foram vendidas milhares de pilulas para que as pessoas se protegessem dele. Foram também causadores de suicídios coletivos com os dos 39 membros da “Porta do Céu” em 1997, que acreditavam que o enorme cometa Hali-Bopp, com 40km de diâmetro vinha buscá-los.
Os cometas sempre geraram controvérsias, mas nunca tanta como em 1456 quando reapareceu o cometa Halley que foi considerado como um agente do diabo e deveria ser expulso do céu, sendo excomungado pelo Papa Calípso III.
Foi Isaac Newton que descobriu que a gravidade mantêm os planetas girando em órbitas definidas em torno do sol e Edmond Halley, seu contemporâneo, utilizou esses cálculos para determinar as órbitas dos cometas, anunciando que a cada 76 anos o cometa Halley regressaria. Por esse motivo ele leva seu nome.
Os cometas também causaram desastres regionais como na Sibéria, sobre a rio Tungeska, em asteróide de aproximadamente 50m de diâmetro explodiu no ar em 1908, destruindo instantaneamente 2km de um bosque totalmente denso.
Alguns aproximaram-se bastante da terra como o comenta Iras-araque-aukoque, aproximou-se a 6 milhões  de km  da terra e poderia ter causado um dano maior do que se explodissem, simultaneamente,  todas as bombas atômicas existentes.
Os maias sempre estudaram e registraram os eventos do céu, seu alerta for prevenir os seres humanos do perigo de não conhecerem as órbitas e os períodos de grandes resíduos que se cruzam com a trajetória da terra. Eles sabiam que para o homem moderno, descobrir com antecedência em asteróides tão grandes que pudessem causar sua extinção e então desviá-lo seria uma das maiores façanhas da historia humana e o fato crucial que nos uniria como espécie.
Antigamente a esfera celeste era o domínio dos deuses, com o aparecimento inesperado de um objeto desconhecido que dominava a noite era motivo de medo e misticismo, por isso os maias construíram observatórios dedicados a estudar os fenômenos, eles queriam entender seus movimentos imprevisíveis no céu especialmente depois de terem estabelecido as posições dos planetas e das estrelas.
O perigo eminente nos obrigaria a construir um nível de cooperação mundial, a estabelecer um sistema de comando e controle acima dos paises e uma estrutura de comunicação mundial, seria a única maneira pela qual os paises abririam mão de sua soberania a um pais como as nações unidas, dando origem a um governo mundial para o bem comum.
Seria um caminho para aprender a transcender a separação que é a base de nossa sociedade.

A 7a profecia nos fala do momento em que o sistema solar, em seu giro cíclico, sai da noite para entrar no amanhecer da galáxia. Ela nos fala que nos 13 anos que vão desde 1999 até 2012, a luz emitida desde o centro da galáxia sincroniza todos os seres vivos e permite a eles concordar voluntariamente, com uma transformação interna eu produz novas realidades e que todos os seres humanos têm a oportunidade de mudar e romper suas limitações através do pensamento.
Os seres humanos que voluntariamente encontrarem seu estado de paz interior, elevando sua energia vital, levando sua freqüência de vibração interior do medo para o amor poderão captar e se expressar através do pensamento e com ele florescerá o novo sentido.
A energia adicional do raio emitido por Runacku (centro da galáxia) ativa o código genético de origem divina nos seres humanos que estejam em alta freqüência de vibração, este sentido ampliará a consciência de todos os seres humanos gerando uma nova realidade individual, coletiva e universal.
Uma das maiores transformações ocorrerá em nível planetário, por que todos os homens conectados entre si como um só todo, darão nascimento a um novo ser na ordem galáctica. A reintegração das consciências individuais de milhões de seres humanos despertará uma nova consciência, na qual todos entenderão que fazem parte de um mesmo organismo gigantesco.
A capacidade de ler o pensamento entro os humanos revolucionará totalmente a civilização, desaparecerão todos os limites, terminara a mentira para sempre porque ninguém poderá ocultar nada, começará uma época de transparência e de luz que não poderá ser ocultada por nenhuma violência ou emoção negativa.
Desaparecerão as leis e controles externos como a policia e o exercito porque cada ser se fará responsável por seus atos, não será preciso implementar nenhum direito ou dever pela força.
Será formado um governo mundial e harmônico com os seres mais sábios e evoluídos do planeta, não existirão fronteiras nem nacionalidades, terminarão os limites impostos pela propriedade privada e não será necessário dinheiro como maneira de intercambio, serão implementadas tecnologias para o controle da luz e da energia e com elas se transformará a matéria produzindo de maneira simples todo que for necessário dando um basta à pobreza para sempre. A excelência e o desenvolvimento espiritual serão o resultado de seres em harmonia que reduzam a atividade com o que vibram mais alto, ao agir assim eles expandirão sua compreensão sobre a ordem universal.
Com a comunicação através do pensamento haverá um supersistema imunológico que eliminará as baixas vibrações do medo produzidos pelas enfermidades, prolongando cada vida dos humanos, a nova era não precisará da aprendizagem inversa, produzidas pelas doenças e sofrimento que caracterizaram os últimos milhares de anos da história.
Os serem humanos que consciente e voluntariamente encontrarem a paz interior entraram em uma nova época de aprendizagem pro contraste harmônico, a comunicação e a reintegração farão com que as experiências e lembranças individuais e os conhecimentos adquiridos sejam disponíveis sem egoísmo para todos os outros, será como uma internet em nível mental que multiplicará exponencialmente a velocidade das descobertas e serão criadas sinergias nunca antes imaginadas, terminarão os julgamentos e os valores morais que mudam com o tempo, como a moda, entenderemos que todos os atos na vida são uma maneira de alcançar uma maior compreensão e harmonia.
O respeito será o elemento fundamental da cultura, transformará o individuo e a comunidade e dará a humanidade a oportunidade de expandir-se pela galáxia.
As manifestações artísticas, as ocupações estéticas e as atividades recreativas comunitárias ocuparão a mente do ser humano.
Milhares de anos fundamentados na separação entre os homens que adoraram um deus que julga e castiga irão se transformar para sempre. O seu humano viverá a primavera galáctica, o florescimento de uma nova realidade baseada na reintegração com o planeta e com todos os seres humanos.
Neste momento compreenderemos que somos parte de um único organismo gigantesco e iremos nos conectar com a terra, uns com os outros, com nosso sol e com a galáxia inteira. Todos os seres humanos entenderão que os reinos mineral, vegetal e animal e em toda a matéria espalhada pelo universo em todas as escalas, desde um átomo até uma galáxia são seres vivos com uma consciência evolutiva.
A partir do sábado 22 de dezembro de 2012, todas as relações serão baseadas na tolerância e na flexibilidade, porque o homem sentirá os outros seres como parte de si mesmos.

É... antes da profecia maia "bombar" os cientistas já estavam nos dizendo os prazos que teríamos se não mudassemos nosso comportamento em relação ao planeta onde vivemos. Apesar de um pouco(?) de sensacionalismo, este filme, tal qual o " dia depois de amanhã", nos traz uma boa reflexão a respeito da nossa maneira de viver. Tomara que ele sirva realmente para provocar uma revisão de conceitos, prioridades e senso de herança ( no sentido de que planeta estamos deixando para nossos descendentes) e nos faça cuidar bem do que é nosso e deles, e deles, e deles, e deles...

Olá pessoal !!
Esse tempos eu desembestei a escarranfunchar os diferentes dialetos usados por diferentes sexos e desta vez eu estou atacando de dialeto regional. Todo mundo sabe que cada região do país tem sua linguagem própria. Para fazer jus à expressão "Brasis", o que de fato ocorre. Apesar da grande mistura de povos, jeitos, cores, ritmos e sabores que o Brasil harmoniza de um jeito tão sublime cada região tem uma cultura mais explicita, tradicional, típica, nativa.
Hoje, eu vou mostrar um pouco da região nordeste, depois eu posto uma sobre dialetos tipicamente baianos. Mas muitos dos mostrados aqui, sinceramente, são muito comuns em terras baianas, inclusive falados por mim.
Divirtam-se...


Nordestinês






Nordestino não fica solteiro,ele fica "solto na bagaceira!
Nordestino não vai embora, ele "pegar o beco!"
Nordestino não diz 'concordo com você', Ele diz:
issssso, homi!!!!
Nordestino não conserta, ele "imenda!"(kk)
Nordestino quando se empolga, fica com a "mulesta dos cachorros!"
Nordestino não olha, ele ¨espia¨!
Nordestino não bate, ele 'senta-le' a mãozada!
Nordestino não bebe um drink, ele "toma uma!"
Nordestino não é sortudo, ele é "cagado!"
Nordestino não corre, ele "dá uma carreira!"
Nordestino não malha dos outros, ele "manga!" ( malha? de onde é esse dialeto?haha)(Português: Tira o sarro, caçoa)^^

Nordestino não conversa, ele "resenha!"
Nordestino não toma água com açúcar, ele toma "garapa!"(pra acalmar!)
Nordestino não mente, ele dá "migué"
Nordestino não percebe, ele "dá fé!"
Nordestino não sai apressado, ele sai "desembestado!"
Nordestino não aperta, ele "arroxa!"(arroxa que o negócio é bão!)
Nordestino não dá volta,ele "arrudeia!" e faz "balão"(kk Balão? deve ser no N do NE)^^

Nordestino não espera um minuto, ele espera um "bucadinho"
Nordestino não é distraído, ele é "leso!"
Nordestino não se irrita, ele se "reta!!"
Nordestino não fica com vergonha, ele fica encabulado, todo errado!
Nordestino não passa a roupa, ele "engoma"! ( esse não é comum por aki..)

Nordestino não houve barulho, ele ouve "zuada!"
Nordestino não acompanha casal de namorados, ele "segura vela!"
Nordestino não rega as plantas, ele 'agoa'.
Nordestino não quebra algo, ele "tora!"
Nordestino não é esperto, ele é "desenrolado!"
Nordestino não é rico, ele é um cabra "estribado!"
Nordestino não é homem, ele é "macho!"
Nordestino não é gay,ele é "bicha"!
Nordestino não pede almoço, ele pede o "rango"
Nordestino não lancha, "merenda!"
Nordestino não fica satisfeito quando come, ele "enche o bucho!"
Nordestino não dá bronca, dá "carão!"
Nordestino quando não casa, ele fica "amigado" "amarrado"

Nordestino não tem diarréia, tem "caganeira!"
Nordestino não tem mau cheiro nas axilas, ele tem "suvaqueira!"
Nordestino não tem perna fina, ele tem "cambitos!"
Nordestino não é mulherengo, ele é "raparigueiro!"
Nordestino não joga fora, ele "avôa no mato"!
Nordestino não vigia as coisas, ele "fica tucaiando"
Nordestino não se dá mal, "se lasca todinho!"
Nordestino quando se espanta não diz: - Xiiii! Ele diz: Viiixi Maria! Aff maria!
Nordestino não vê coisas de outro mundo, ele vê "malassombros!"
Nordestino não é chato, é "cabuloso"
Nordestino não é cheio de frescura, é cheio de "pantim!" ( pantim?)

Nordestino não pula, "dá pinote!"
Nordestino não briga, "arenga!" ( arenga? hahaha, essa nem eu conhecia)

Nordestina não fica grávida, fica "buxuda!"
Nordestino não fica bravo, fica com a "gota serena!"
Nordestino não é corajoso, é "cabra de pêia!"
Nordestino não fica apaixonado, ele "arrêia os quatro pneus e mais o stap"
Nordestino não fica, ele "dá uns pegas"
Nordestino não passeia, ele "dá um rolé"
Nordestino não anda rápido, ele anda "ligero"


Em breve mais curiosidades vocabulares das regiões desse Brasil grande de meu Deus! E na sua região,estado ou cidade, como vcs dizem as mesmas coisas? Vamos mostrar a riqueza do português desenvolvido aqui..
Olá pessoal!!!
Hoje eu veio trazer ao vosso conhecimento ( ou não) uma bela história sobre o valor de pequenas atitudes. O quanto pode ser importante uma atitude que para você não fez muita diferença mas que para alguém foi de uma importância incomensúrável...
Gostaria de aproveitar a oportunidade para dizer aos meus velhos e novos amigos que vocês são muito importante para mim. Obrigada por cada pedacinho que deixam de si permitindo que eu me torne uma pessoa melhor.

Acompanhe a seguinte história, é longa mas vai valer a pena...





Amigos a gente nunca esquece!!!!


Um dia, quando eu era calouro na escola, vi um garoto de minha sala caminhando para casa depois da aula.

Seu nome era Kyle.
Parecia que ele estava carregando todos os seus livros.

Eu pensei:

'Por que alguém iria levar para casa todos os seus livros numa Sexta-Feira? Ele deve ser mesmo um C.D.F'!

O meu final de semana estava planejado (festas e um jogo de futebol com meus amigos Sábado à tarde), então dei de ombros e segui o meu caminho..

Conforme ia caminhando, vi um grupo de garotos correndo em direção a Kyle.

Eles o atropelaram, arrancando todos os livros de seus braços, empurrando-o de forma que ele caiu no chão.

Seus óculos voaram e eu os vi aterrissarem na grama há alguns metros de onde ele estava. Kyle ergueu o rosto e eu vi uma terrível tristeza em seus olhos.

Meu coração penalizou-se! Corri até o colega, enquanto ele engatinhava procurando por seus óculos.

Pude ver uma lágrima em seus olhos. Enquanto eu lhe entregava os óculos, disse: 'Aqueles caras são uns idiotas! Eles realmente deviam arrumar uma vida própria'. Kyle olhou-me nos olhos e disse: 'Hei, obrigado'!

Havia um grande sorriso em sua face.. Era um daqueles sorrisos que realmente mostram gratidão. Eu o ajudei a apanhar seus livros e perguntei onde ele morava.

Por coincidência ele morava perto da minha casa, mas não havíamos nos visto antes, porque ele freqüentava uma escola particular.

Conversamos por todo o caminho de volta para casa e eu carreguei seus livros. Ele se revelou um garoto bem legal.

Perguntei se ele queria jogar futebol no Sábado comigo e meus amigos. Ele disse que sim. Ficamos juntos por todo o final de semana e quanto mais eu conhecia Kyle, mais gostava dele.

Meus amigos pensavam da mesma forma.

Chegou a Segunda-Feira e lá estava o Kyle com aquela quantidade imensa de livros outra vez! Eu o parei e disse:

'Diabos, rapaz, você vai ficar realmente musculoso carregando essa pilha de livros assim todos os dias!'.

Ele simplesmente riu e me entregou metade dos livros. Nos quatro anos seguintes, Kyle e eu nos tornamos mais amigos, mais unidos. Quando estávamos nos formando começamos a pensar em Faculdade.

Kyle decidiu ir para Georgetown e eu para a Duke. Eu sabia que seríamos sempre amigos, que a distância nunca seria problema. Ele seria médico e eu ia tentar uma bolsa escolar no time de futebol. Kyle era o orador oficial de nossa turma. Eu o provocava o tempo todo sobre ele ser um C..D.F.

Ele teve que preparar um discurso de formatura e eu estava super contente por não ser eu quem deveria subir no palanque e discursar.

No dia da Formatura Kyle estava ótimo.

Era um daqueles caras que realmente se encontram durante a escola.
Estava mais encorpado e realmente tinha uma boa aparência, mesmo usando óculos.

Ele saía com mais garotas do que eu e todas as meninas o adoravam!
Às vezes eu até ficava com inveja.

Hoje era um daqueles dias. Eu podia ver o quanto ele estava nervoso sobre o discurso. Então, dei-lhe um tapinha nas costas e disse: 'Ei, garotão, você vai se sair bem!'

Ele olhou para mim com aquele olhar de gratidão, sorriu e disse:

-'Valeu'!

Quando ele subiu no oratório, limpou a garganta e começou o discurso:

'A Formatura é uma época para agradecermos àqueles que nos ajudaram durante estes anos duros. Seus pais, professores, irmãos, talvez até um treinador, mas principalmente aos seus amigos. Eu estou aqui para lhes dizer que ser um amigo para alguém, é o melhor presente que você pode lhes dar. Vou contar-lhes uma história:'

Eu olhei para o meu amigo sem conseguir acreditar enquanto ele contava a história sobre o primeiro dia em que nos conhecemos. Ele havia planejado se matar naquele final de semana! Contou a todos como havia esvaziado seu armário na escola, para que sua Mãe não tivesse que fazer isso depois que ele morresse e estava levando todas as suas coisas para casa..

Ele olhou diretamente nos meus olhos e deu um pequeno sorriso.

'Felizmente, meu amigo me salvou de fazer algo inominável!' Eu observava o nó na garganta de todos na platéia enquanto aquele rapaz popular e bonito contava a todos sobre aquele seu momento de fraqueza.

Vi sua mãe e seu pai olhando para mim e sorrindo com a mesma gratidão.

Até aquele momento eu jamais havia me dado conta da profundidade do sorriso que ele me deu naquele dia.

Nunca subestime o poder de suas ações. Com um pequeno gesto você pode mudar a vida de uma pessoa. Para melhor ou para pior.

Deus nos coloca na vida dos outros para que tenhamos um impacto, uns sobre o outro de alguma forma.
Olá leitores,
Esse post tem como objetivo dá uma leveza a esse blog que trata sempre de problemas que nos entristecem..
Esse microdicionário foi-me enviado por um amigo por e-mail. Achei engraçado e muitas das coisas escritas aqui realmente são verdade e por isso resolvi compartilhá-lo com vocês. Na verdade para DIVERTIR as meninas e ADVERTIR os meninos ( hahaha). ^^
Para quem prefere os conteúdos mais sérios podem ler as outras postagens e esperar as próximas que estão sendo planejadas pera o meio desta semana.
Até lá então. Fiquem agora com as ...


. Expressões Femininas


1 - "Certo": Esta é a palavra que as mulheres usam para encerrar uma discussão quando elas estão certas e você precisa se calar.

2 - "5 minutos":
Se ela está se arrumando significa meia hora. "5 minutos" só são cinco minutos se esse for o prazo que ela te deu para ver o futebol antes de ajudar nas tarefas domésticas.

3 - "Nada":
Esta é a calmaria antes da tempestade. Significa que ALGO está acontecendo e que você deve ficar atento. Discussões que começam em "Nada" normalmente terminam em "Certo".

4 - "Você que sabe":
É um desafio, não uma permissão. Ela está te desafiando, e nessa hora você tem que saber o que ela quer...e não diga que também não sabe!

5 - Suspiro ALTO:
Não é realmente uma palavra, é uma declaração não-verbal que frequentemente confunde
os homens. Um suspiro alto significa que ela pensa que você é um idiota e que ela está imaginando porque ela está perdendo tempo parada ali discutindo com você sobre "Nada".

6 - "Tudo bem":
Uma das mais perigosas expressões ditas por uma mulher. "Tudo bem" significa que ela quer pensar muito bem antes de decidir como e quando você vai pagar por sua mancada.

7 - "Obrigada":
Uma mulher está agradecendo, não questione, nem desmaie. Apenas diga "por nada". (Uma colocação pessoal: é verdade, a menos que ela diga "MUITO obrigada" - isso é PURO SARCASMO e ela não está agradecendo por coisa nenhuma. Nesse caso, NÃO diga "por nada". Isso apenas provocará o "Esquece").

8 - "Esquece":
É uma mulher dizendo "FODA-SE !!"

9 - "Deixa pra lá, EU resolvo":
Outra expressão perigosa, significando que uma mulher disse várias vezes para um homem fazer algo, mas agora está fazendo ela mesma. Isso resultará no homem perguntando "o que aconteceu?". Para a resposta da mulher, consulte o item 3.

10 - "Precisamos conversar !":
Fodeu !!, você está a 30 segundos de levar um pé na bunda.

11 - "Sabe, eu estive pensando...":
Esta expressão até parece inofensiva, mas usualmente precede os Quatro Cavaleiros do Apocalipse...


Gostaria de deixar explicíto que não são apenas as mulheres que desenvolvem vocábulário próprio.. Conheço alguém que também usa esse tipo de expressão para dizer, ou não dizer, algumas coisas.. No momento estou em estudo para decodificá-lo.
^^
Será que você não está sendo como o Meow? O que você acha que há de mais persuasivo atualmente? Ceder quer dizer necessariamente perda de identidade ou adaptação incorporada? Reflitamos...

Esta divertida crônica de Luis Fernando Verríssimo mostra de maneira satírica como é tratado o cidadão que precisa do serviço da polícia.

APRENDA A CHAMAR A POLÍCIA

Eu tenho o sono muito leve, e numa noite dessas notei que havia alguém
andando sorrateiramente no quintal de casa.

Levantei em silêncio e fiquei acompanhando os leves ruídos que vinham
lá de fora, até ver uma silhueta passando pela janela do banheiro.

Como minha casa era muito segura, com grades nas janelas e trancas
internas nas portas, não fiquei muito preocupado, mas era claro que eu
não ia deixar um ladrão ali, espiando tranqüilamente.

Liguei baixinho para a polícia, informei a situação e o meu endereço.
Perguntaram-me se o ladrão estava armado ou se já estava no interior da casa.

Esclareci que não e disseram-me que não havia nenhuma viatura por
perto para ajudar, mas que iriam mandar alguém assim que fosse
possível.

Um minuto depois liguei de novo e disse com a voz calma:

-Oi, eu liguei há pouco porque tinha alguém no meu quintal. Não
precisa mais ter pressa. Eu já matei o ladrão com um tiro da escopeta
calibre 12, que tenho guardada em casa para estas situações. O tiro
fez um estrago danado no cara!

Passados menos de três minutos, estavam na minha rua cinco carros da
polícia, um helicóptero, uma unidade do resgate, uma equipe de TV e a
turma dos direitos humanos, que não perderiam isso por nada neste
mundo.

Eles prenderam o ladrão em flagrante, que ficava olhando tudo com cara
de assombrado.
Talvez ele estivesse pensando que aquela era a casa do Comandante da Polícia.

No meio do tumulto, um tenente se aproximou de mim e disse:
-Pensei que tivesse dito que tinha matado o ladrão.

Eu respondi:
- Pensei que tivesse dito que não havia nenhuma viatura disponível.


Luiz Fernando Veríssimo
É leitores, não é atrás do poder de Deus que as igrejas andam empenhando seu preciosissimo tempo...

Esta imbricação dada pela combinação Igreja + Estado não é nenhuma invenção atual. Atual é a quebra do monopólio da Igreja Católica Apostólica Romana, percussora de tal proeza. Esta união foi bem frequente na idade média e ao que tudo indica está sendo resgatada com todo furor pelas atuais igrejas evangélicas, principalmente as pentecostais.
Eles se deram conta que o controle exercido apenas sobre seus fiéis não é suficiente para influenciar em grandes decisões, então resolveram se apossar de meios que lhes permitam submeter indistintamente toda a população. E como eles pretendem fazer isso? Bem, listarei abaixo as etapas desse ambicioso projeto.
1) A compra de horários em tvs. Com a posse de um meio de comunicação de massa pretendem "evangelizar", ou melhor dizendo recrutar, mais fiéis ( na verdade financiadores, ou na linguagem usada pelos próprios : colaboradores) para aumentar a sua arrecadação e assim ter acesso a melhores e mais longos horários( logo mais caros)- isso quando não têm poder aquisitivo suficiente para comprar a emissora por inteira- na programação e ampliar seu poder de recrutamento o que significa a expansão do número de "colaboradores" que serão convertidos em eleitores como apontarei na sequência.

2) Com sua "caixinha" bem abastecida, e em processo de expansão, e seu horário na tv em horário de razoável audiência, eles iniciam a apresentação de futuros candidatos ( ainda não declarados) à cargos políticos. Com essa apresentação antecipada esperam que o candidato passe de um desconhecido a uma pessoa da confiança dos fiéis o que oferece a sensação de segurança e familiaridade, além da impressão de representação( sem falar que a ideia de estar envolvido com religiosidade se têm a falsa impressão de se tratar de uma pessoa honesta)de seus interesses, o que na verdade é o reflexo dos interesses dos poderosos religiosos que difundiram-los através dos seus meios de comunicação de massa, transmitidos em forma de juízo de valor, o que é bem eficaz, durante as suas pregações intencionalmente dirigidas para este fim: persuadir e convencer.

3) Então, enfim, são apresentados oficialmente e em posse desses votos, pelos motivos citados anteriomente, são eleitos. Empossados nos cargos legislativos defenderão os interesses de quem possibilitou a sua eleição. Com o poder de produzir leis, vetar umas, aprovar outras de acordo com suas conveniências, aumentam o seu poder diante da população abandonando as restrições que a fé lhes impunha, estendendo a sua vigilância. Agora seu controle não está assentado apenas sobre os fiéis, mas sobre toda uma cidade, estado, ou nação. Controle este permitido pelo poder de elaborar, recusar, boicotar, ou aprovar estas mesmas leis que devem ser observadas por todos indistintamente da religião ou fé que professam.

Se teme, e provavelmente irá ocorrer caso aconteça esta invasão religiosa na política, um retrocesso nas liberdades civis. As decisões irão tomar carater mais conservador.Tudo indica que isso irá causar um retrocesso em votações de alguns direitos civis mais polêmicos tais como descriminalização do aborto, da maconha, da união, tal como, dos processos de adoção por homossexuais, pesquisas com células tronco, entre outros, abertamente rejeitada por esses grupos. Com certeza a discussão política irá ficar mais hipócrita desobedecendo a tendência mundial.
O plano está indo "de vento em polpa", como pode ser constatado pelo atual escândalo envolvendo a TV Record, o que preocupa a população mais esclarecida. Mas a única forma de combater os braços desse polvo que insiste em abraçar as telecomunicações é apelar para as leis que impedem essa expansão religiosa nos canais e emissoras de rádio, antes que eles possam chegar lá em número suficiente para barrá-las e permitir que tudo fique "do jeito que o diabo gosta".
As congregações encontraram um amplificador do seu poder: as telecomunicações. Mas é importante frisar que não é apenas as igrejas que usam as telecomunicações para manipular os telespectadores. A diferença está nos recursos nas quais as emissoras comuns são bem mais discretas e não usam a fé das pessoas como meio de atingir seus interesses. Se sem a ajuda em massa das tvs e rádios eles conseguem recrutar tanta gente, imagina com esse poder destrutivo, se mal usado, em mãos! Vamos torcer para que o país e os brasileiros não saiam perdendo no meio dessa briga. Quando será que vamos aprender a diferenciar opção religiosa particular dos interesses públicos? Espero que não esperemos muito para ver isso acontecer. Que mania de querer que todo mundo pense igual, faça igual, seja igual! Essa solidariedade mecânica Durkhieminiana ainda me mata..



Abaixo está a matéria publicada em Carta Capital. Exponho-na para que após a leitura você possa tirar suas próprias conclusões. Além de haver nela algumas informações não comentadas aqui.

http://www.cartacapital.com.br/app/materia.jsp?a=2&a2=8&i=5250
Inicialmente se faz necessária a retomada de alguns conhecimentos e uma reflexão a respeito do Estado. O nome Estado ficou "famoso" principalmente através de Maquiavel em sua obra "O Príncipe". Apesar de ter se tornado amplamente conhecido atráves da obra citada,ninguém sabe ao certo quando Estado ( do latin status) deixou de indicar situação para se tornar condição de posse permanente e exclusiva de um território e de comando sobre seus respectivos habitantes, mas é sabido que não é criação de Maquiavel.
Agora, abandonemos a história e iniciemos uma análise política do conceito. O Estado exige o monopólio da força física. Mas um Estado não se sustenta apenas da coerção. Para que esse poder seja justificado existe muitas teorias que, para que não ocorra o prolongamento da conversa, não vêm ao caso neste momento. Para um Estado ser eficaz e duradouro há de se ocupar em legitimar o seu poder. A legitimação nada mais é do que um consenso, mesmo que ilusório, do povo. É a justificação moral para que haja a obediência por parte dos governados, muitas vezes estabelecido através do tão famoso Contrato Social. Segundo ele o Estado tem a obrigação de assegurar a vida humana em sociedade, garantindo a segurança. O Estado deve garantir a ordem interna, assegurar a soberania na ordem internacional, elaborar as regras de conduta, distribuir a justiça. Sem o cumprimento da sua parte no contrato o Estado corre o risco de causar no cidadão a sensação de que a legitimidade do seu poder está sendo solapada e este ser obrigado a usar a força como único meio de garantir a obediência o que não é saudável para a manutenção pacifíca do Estado.
Uma citação interessante de Santo Agostino nos elucida a esse respeito: " Sem a justiça, oq eu seriam de fato os reinos senão um bando de ladrões?"
Ou as trocas de farpas entre Alexandre e o pirata:
" Tendo-lhes perguntado o rei por qual motivo infestava o mar, o pirata respondeu com audaciosa liberdade: 'Pelo mesmo motivo pelo qual infestais a terra; mas como eu faço com um pequeno navio sou chamado pirata, enquanto tu, por fazê-lo com uma grande frota, és chamado imperador'"[ De Civitate Dei, IV, 4,1-15]
Agora que foi-se esclarecido de onde emana o poder e as obrigações estatais vamos a notícia.

Na Penitenciária Lemos Brito (PLB), situada na cidade de Salvador-Bahia, foi encontrado uma espécie de estatuto elaborado pelos presos do pavilhão 1, no qual eram estabelecidas regras de conduta que deveriam ser observadas pelos detentos. A surpresa não foi a existência de um código de comportamento dentro das instalações penitenciárias, já que o próprio diretor do presídio informou ter conhecimento do código, conhecido como Ravengar ( referência ao seu idealizador e criador, o maior traficante da Bahia, Raimundo Alves de Souza) e um professor da UFBA Eduardo Paes Machado, do Departamento de Filosofia e Ciências Humanas da Ufba, especialista em sociologia do crime ter destacado que esse tipo de comportamento é muito comum nos regimes carcerários. O que surpreendeu foi a audácia dos presos em "publicar" ( pois foi digitado, impresso, encadernado e distribuído)o tal código.
Mas vamos analisar mais friamente a situação. Afinal, o que essa "publicação" significa? Sugiro retirarmos todo juízo de valor impresso na atitude dos detentos ( tais como : "Apenas o Estado tem o poder de mandar na cadeia" ou " que ousadia desses criminosos em fazer leis próprias para vigorar dentro de uma instalação cuja administração cabe exclusivamente ao Estado") e observar o que essa atitude quis dizer. Uma análise mais criteriosa, e suscinta, nos permite deduzir que:

1) A capacidade do estado em promover e distribuir a justiça está desacretitada pelos detentos;
2) os mesmos sentem dificuldade em ter acesso a justiça;( o que pode ser provado pela afirmação do consentimento do regime semi-aberto para o autor do estatuto aqui mencionado e a sua não efetivação por falta de vagas, além de tantos outros que cumprem suas penas e continuam dentro das cadeias sendo privados do seu direito a liberdade)
3) a lei criada pelo Estado esbarra na ineficácia de conter ações dentro do sistema carcerário- já que eles se viram obrigados a instaurar leis próprias.
Se os presos necessitaram produzir leis próprias isso não significa que o Estado os está desamparando? E o que eles podem fazer? Rebelar-se? Seria pior.
Esse estatuto é um meio de sinalizar que as coisas não andam como deveria nas instituições penitenciárias do Brasil, já que este caso não se resume apenas ao estado da Bahia, e algo deve ser imediatamente feito para solucionar o problema.
Não me cabe aqui me posicionar contra ou a favor deste código. Se por um lado acredito que indivíduos cumprindo ações penais não têm o direito de instaurar um código dentro do sistema prisional, por outro, acredito que ninguém melhor do que os próprios presos para indicar o que precisa ser mudado, e avaliar o que funciona ou não dentro do sistema, mas não da maneira como foi feita. Ravengar solicitou uma "audiência" com o Ministério Público (MP) mas esta lhe foi negada sobre alegação de que não se discute normas administrativas com um condenado jurídico.
O que é certo é que encadernado ou não, este estatuto está em vigor dentro da prisão e muitissimo provavelmente quem o descumprir será enquadrado de acordo as especificações previstas no código. Ravengar foi levado a solitária... O que não mudará em nada a situação de fato.
Os agentes temem que as obediências, assim chamados a analogia usadas referente aos artigos de uma lei comum, vá de encontro com o regimento interno do presídio e isso cause tumultos e dificulte seu trabalho. Mas o Diretor da (PLB) garante que nenhuma das obediências vai de encontro as normas estabelecidas pela administração oficial. Além de afirmar que os detentos do pavilhão 1 possuem bom comportamento.
Na obediência VI que prevê a expulsão do detento como punição à desobediência, nos mostra o poder paralelo dentro das penitenciárias. O poder de aplicar "sanções" e inclusive o poder de tranferir ou expulsar um deles, o que indica parceria com autoridades penitenciárias que têm o poder de fazê-lo efetivamente,é assustador.
Alguns defendem a possibilidade de se estabelecer uma liderança legal que fale em nome dos interesses dos presos, mas alguns acreditam que esse poder pode acentuar ainda mais as desigualdades dentro da prisão, pois os líderes só irão favorecer os seus aliados. Na verdade essa medida é ingênua, pois ela espera que o preso seja honesto e represente toda uma "classe" de maneira igualitária, o que é meio difícil de se acreditar que irá ocorrer. Não que se espere desonestidade deles exclusivamente por estarem na condição de detentos, mas por que isso ocorre em qualquer tipo de representação, inclusive a parlamentar( cito esta por ser a mais evidenciada). O sistema é sempre o mesmo: favorecer os seus.
Abaixo segue a lista com algumas das obediências listadas do Código ravengar:

Obediência II
Não será permitido roubar companheiro de cela.
Pena: prestar serviços de faxineiro no pátio, orar um Pai-nosso ou pregar os joelhos no chão

Obediência III
Todo direito de defesa será dado ao acusado na sua possível 1ª (primeira) falta, já que na reincidência deixará automaticamente o nosso convívio

Obediência IV
Constitui-se desobediência o interno que circular em dias de visita sem camisa, com short apertado e visualmente sem cuecas. O interno que desobedecer será advertido verbalmente pela comissão

Obediência V
Não poderá haver formação de grupos para subverter a ordem dos que vivem sob o domínio da paz. Desobediência leva à não permanência em nosso convívio

Obediência VI
Ficam terminantemente proibidas agressões de qualquer natureza, principalmente aquelas que possam causar lesões físicas graves. Constitui falta, sujeito também a expulsão

Obediência VIII
Não poderá ser comercializado produto de procedência incorreta, exceto aqueles fornecidos pelo titular; aquele que adquiriu o produto do roubo perderá a compra

Obediência X
Não poderá nenhum interno se envolver coma ex-companheira de outro do mesmo módulo; Se for ex-companheira e tiver filhos, fica proibido o relacionamento.

Agora apenas para fim didático irei postar o endereço da reportagem na íntegra que saiu no Correio da Bahia para quem se interessar ou necessitar para realização de trabalhos acadêmicos.
http://correio24horas.globo.com/noticias/noticia.asp?codigo=37787&mdl=29

Esse nosso Brasil da Copa de 2014, das Olimpíadas de 2016... Será que daqui para lá haverá menos problemas sociais ou será que é por isso mesmo que a vaca vai pro brejo?


Referências Bibliográficas:
>BOBBIO, Noberto. Estado,Governo,Sociedade:Para uma teoria geral da política. 13º ed. Ed. Paz e Terra. 2007.p.73-89;
>LOCHE, Adriana; FERREIRA, Helder; SOUZA, Luis; IZUMINO, Wânia. Sociologia Jurídica.Porto Alegre. Síntese.1999. p.50

Pesquisar este blog