Páginas


Olá companheiros de plantão !
Meu cárcere semi-forçado está prestes a me prestigiar com a limitada liberdade, e então esse blog irá sacudir a poeira e voltar a ativa de verdade.
Só para não ser dada como total desaparecida vou fazer um post rapidinho hoje.
Eu vou fazer uma pequena reflexão a respeito de um filme que eu assisti essa semana, no sábado a noite (12/12), Cidade do Silêncio,com Jennifer Lopez e Antonio Bandeiras. Um resumo rápido do conteúdo do filme: Uma jornalista estadunidense, Lauren ( Jennifer Lopez)é convocada para ir até a cidade de Juarez, localizada na fronteira com o México, na intenção de descobrir o responsável por uma série de assassinatos( as vítimas, estimadas em 5000, na contabilidade real porque o número divulgado pelas autoridades era por volta de 375, eram mulheres, funcionárias de empresas de montagem de eletroletrônicos, componentes do processo de Livre Comércio ALCA) que estão assolando a cidade já há algum tempo. Chegando lá ela pede a ajuda de um velho amigo,  também jornalista Diaz ( Antonio Bandeiras) dono do jornal O sol de Juarez, jornal que denuncia toda sujeira por trás dos contratos industriais,  enfrentando toda máfia oculta e escondida por trás dos interesses políticos, para levar a verdade às pessoas. Quando chega a Juarez a jornalista conhece uma das vítimas que conseguiu escapar com vida do ataque e se alia a ela para descobrir a verdade e promover a prisão dos responsáveis. Vale salientar que o filme ´baseado numa história real.
Com o conhecimento prévio e superficial do roteiro do filme, vamos a sua análise político-sociológica, as entrelinhas ( que não são tão entrelinhas assim).
A grande história desse filme é a denúncia de como se instala e como se desenrola as negociações para estabelecer uma grande empresa em um país subdesenvolvido e tudo que é feito para alcançar o êxito dos negócios, além de mostrar todo jogo político por trás disso, ou seja, seus custos.
Apresenta a falta de segurança e a negligência, ou melhor descaso, com as condições de trabalho dos funcionários. O filme mostra uma cidade abandonada pelo bom senso da lei, apenas para não exteriorizar as condições deprimentes ocasionadas pela instalação das fábricas, já que o objetivo é expandir o acordo de livre comércio para a America Latina. Afinal, imagem é tudo não é mesmo?
O filme ainda salienta como trabalha conjuntamente poder econômico e poder coercitivo e como a lei é usada para beneficiar a dominação de alguns sobre a maioria pobre. Uma combinação que instaura um regime ditatorial capitalista mascarado, o que pode ser observado nos impedimentos de liberdade de expressão e exploração da camada pobre para encaminhar a cidade rumo ao "desenvolvimento". Há, no filme, um relato feito por uma das personagens( a menina atacada) que pode passar despercebido por alguns, mas que indica muito: a desapropriação das terras indígenas e o encaminhamento dos seus habitantes para frente de trabalho nas indústrias da fronteira. Uma maneira muito conveniente para empresários e Estado, numa ajuda mútua, num trabalho conjunto, de fornecer e encontrar , respectivamente, mão-de-obra barata.
Entre os envolvidos nos crimes haviam pessoas componentes de famílias tradicionais e importantes do México, filhos de empresários, que se uniam através de  por um voto de silêncio e beneficiamentos econômicos. Como diz a própria jornalista ( Jennifer Lopez) é tudo por causa do dinheiro. A omissão tem seu motivo repousado no dinheiro, mas as motivações para os crimes, me pareceu que, repousa simplesmente na falta de emprego da lei; o motivo foi a ausência de um receio de ser punido,  a certeza de que por ter o poder econômico- e via de regra o político, tudo lhe é subornidado.
É claro que inicialmente a matéria escrita, contando a história da índia funcionária da fábrica vítima desses impulsos sórdidos de alguns homens inescrupulosos não é publicada. Governadores, e outros membros da política estadunidense não permitem que seja maculado o sonho americano de exercer domínio em toda a América ( antigo por sinal, afinal todos se lembram do lema, "América para os 'Americanos' "! - Governo de Theodor Roosevelt- 1901-1909- Doutrina Monroe ). Insatisfeita, por ver  todo seu trabalho negado diante de conveniências governamentais, e diante de apelos das pessoas próximas desesperançosas com alguma manifestação justa da justiça ( que pode até parecer redundante, mas nós sabemos que não é, não mesmo, infelizmente) Lauren  não desiste.  Perde seu amigo  Diaz, que é assassinado, vítima de um atentado, vê a prisão de um dos envolvidos, a morte de outro, e a ininterrupta morte de mais mulheres mexicanas sem que ninguém seja responsabilizado. Ela vê a história se repetir como uma história sem fim, insolúvel. Então, larga seu emprego em Chicago e assume o Sol de Juarez no qual irá prestigiar o amigo morto dando continuidade a seu desejo de socializar a verdade e de tentar fazer diferença.
O filme relata abertamente como e quem paga a conta do "desenvolvimento". É um filme muito interessante que nos oferece um instrumento muito bom de análise do capitalismo selvagem que se deseja implantar no mundo e também em como o ser humano é capaz de tratar seu semelhante. Todo jogo de poder e todo esforço de exercer dominação nos proporciona uma reflexão, em vários aspectos, sobre como é constituída a sociedade ocidental " civilizada", a incomensurável diferença no tamanho da liberdade que temos e na que acreditamos ter( ou somos incitados a crer por motivos óbvios, afinal, ninguém quer o povo ciente da sua condição "afantochada [ existe essa palavra?] e clamando por liberdade de fato. Isso traria alguns problemas para os dominadores vocês não acham?). Quem sabe a partir dessas reflexões nós possamos instaurar conjuntamente um modo de viver realmente civilizado no qual as pessoas sejam tratadas com dignidade e  que além de respeitar umas as outras respeitem  o lugar onde vivem proporcionando o bem-estar, um bem-viver do qual todos possam desfrutar!

Ps: O show de Trumam ( dominação e liberdade) e Nação fast Food ( capitalismo selvagem)são outros filmes, dos muitos, que possuem temática semelhante.

Pronto falei.

Tatiana. 

14 comentários:

Anonima disse...

parabens pelo blog!


http://humor-subliminar.blogspot.com/

Érico Pena disse...

Minha amiga estou mt orgulhoso de vc, pois com esse postagem vc demonstrou q é uma verdadeira CINEMEIRA e merece td respeito hehe...Mt,mt,mt mt bom mesmo! parabéns.
E mais uma vez o q é a propaganda né? vi a chamada desse filme na TV e como nunca tinha ouvida falar dele (Cidade do Silêncio, será um filme sobre mudos?? hehe...) não dei importancia e foi fazer outra coisa, acho q cuidar do meu blog. Só q agora, depois de ouvir sua narrativa sobre a história, fikei super interessado e mt a fim de ver pois já deu pra ver q o filme é bom e agora sei o pq do nome do filme hehe...
E jornalista é um ser cricri mesmo né? busca a verdade não importa as consequencias, acho q por isso q simpatizo tanto com a profissão e por isso q talvez tenha milhares de filmes sobre eles. Sinceramente adorei sua analize, fikei mt impressionado e ainda bem q seu blog não é sobre cinema pois senão estaríamos lascados pois és uma forte concorrente hehe... brincadeirinha ok.
Grande abraço do amigo Érico-cinemeiro

Rafael Castellar das Neves disse...

Se eu abrir a cabeça...muita porcaria vai sair..prefiro apenas o coração que é onde há coisas que valem alguma coisa....

Gostei muito daqui...ótimos textos...

Fundição de Alumínio disse...

gostei do que escreveu,parabéns...

FabioZen disse...

Assisti e gostei.O Bandeiras menos canastrão e a trama envolvente.

Débora Francis disse...

Não assisti este filme, mas depois de sua reflexão sobre o mesmo fiquei hiper curiosa para assistí-lo.
O poder faz com que muitas coisas sujas aconteçam, infelizmente. É assim na vida real... Infelizmente.
Parabéns pelo post. Muitíssimo interessante a forma como o abordou.
Bj

Raquel Ramos disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Tiozão das Batidas disse...

Olá colega,


Acaba de ser criado uma rede social apenas para quem tem blog.

Além de comunidades e fóruns, os membros terão à disposição um feed coletivo com as atualizações de todos os blogs dos membros.

É uma nova maneira de você divulgar o seu blog.

Torne-se um dos primeiros membros do ' Blogueiros do Brasil ' e tenha os seus posts no topo da página, na seção ' Posts Recentes '
.

http://blogueirosdobrasil.ning.com/



Um abraço e sucesso !

Miltextos disse...

Tô atrasado com você mas com você eu sei que o crédito tá maior que os débitos, kkkkkkkkkkkkkkk. Vai assistir Nova York Eu Te Amo. Fiquei com inveja e vontade de fazer um filme para São Paulo. Mas vai assistir... Beijos sabor metrópolis

Nyvian Sara disse...

Simbólico. Adoro filmes assim. Já está na hora de você nos agraciar de novo com suas postagens, não acha?

Pobre esponja disse...

Não só filmes, como livros e quadros, entre outras coisas, formam personalidades - bons, geralmente, pessoas fortes e bonitas (bonitas não quer dizer bobas)

isso aí gata
abç
Pobre esponja

Macaco Pipi disse...

isso ae
a midia q nos ensina a viver

Iberê disse...

Interessante seu comentario, embora nao tenha asisitido esse filme especifico...me faz lembra de filmes e de historias que dariam filmes.

na semana passada vi o filme : os inquilinos do aSergio Bianchi... sobre um grupo de vizinhos criminosos que perturbam a vida de um casal pobre da periferia, na verdade ficamos muito chocados quando os criminosos cruzam a fronteira da periferia /cidade civilizada, mas nos esqeucemos que os pobres honestos que vivem nas periferias, favelas sofrem muito com os bandidos e muitos jovens morrem nessas regioes.

agora falando sobre um caso real que lembra muito teu filme!
um grande empreendimento de uma cidade importante brasileira sofreu um acidente e la diversas pessoas morreram ! a imprensa logo veio noticiar e achou SEUS culpados: os donos e administradores do predio !
com o desenvrolar das investigaç~eos verificou-se qeu a verdadeira empresa culpada era uma corporação gigante, fornecedora de um tipo de combustivel... essa empresa era milionaria e nao poderia de modo algum aparecer na midia como culpada! entao suborno foi dado pra varias pessoas que poderiam livrar o nome dessa empresa, ate mesmo jornais e revistas de grande ciruclação receberam dinheiro...
a corporação foi inocentada e os administradores acusados... foram crucificados perante todo o pais !

um dia um juiz descobre toda a armação e chama todos envolvidos: há muita gente importante no meio, um acordo a portas fechadas é feito... absolvem-se os acusados ( que eram de fato incoentes) e todo o esqeuma é esqeucido !!!!

os absolvidos vao ate a imprensa para dar entrevistas, pois enfim tinham sido inocentados! a imprensa se recusou a entrevista-los " nao havia pauta"...

bom seria se isso fosse filme, mas eu conheço alguns personagens dessa historia!

mudando de assunto, mas ainda sobre personagens: obrigado pela atenção de ter lido meus textos, fico feliz de ter agradado !
Ibere
http://ibererestivo.blogspot.com

♫ Angélica ♥ Kawai ♪ disse...

Já assisti! Excelente filme!
100% apoiado!

Postar um comentário

Um comentário diz muito sobre você.
Comente com inteligência.

(retribuo comentários bem feitos- afinal,se vc escreve bem aqui, escreve bem lá. ;)

Pesquisar este blog