Páginas


Nossa, depois de tanto tempo "óie" eu de novo..
Eu comecei a ler o livro A Arte da Guerra, escrito a milhares de anos atrás por um mestre chamado Sun Tzu. É um livro muito famoso e é bem provável que vocês já ou tenham ouvido falar dele, ou já tenham lido. Na edição que eu estou lendo, ao fim do livro, existe um espaço para que o leitor possa fazer algumas reflexões e possa anotar os ensinamentos se Sun Tzu aplicados à sua vida (profissional, pessoal, etc). Nós travamos batalhas todos os dias. A toda fase da nossa vida nós precisamos lutar pelo que desejamos. Apesar de tratar de ensinamentos nas artes bélicas, estas lições podem perfeitamente serem interpretadas de maneira extensiva e aplicadas as nossas vidas. Bem, eu não anotei no livro, mas compartilharei, aqui, com vocês as minhas impressões. Espero que os comentaristas que já tenham lido o livro enriqueça essa postagem com seus entendimentos pessoais.

Hoje eu vou tratar do Capítulo 1: Análise e planos.

Na arte da guerra é necessário atentar-se para cinco fatores: O Tão (caminho), o Clima, a Terra, o Líder e os Métodos.

No tempo em que decidir empreender uma "guerra" é preciso, antes, estabelecer alguns critérios para suas jogadas, tais como se pretende obter sucesso com ela e ou apenas um exaurimento inútil de forças. É necessário que você pense sobre a batalha que irá empreender. Para auxiliá-lo siga os seguintes passos:

Primeiro passo: Decida o Tao, o "Caminho". O que você quer? Onde ele termina, ou seja, o que você quer alcançar?

Segundo passo: Com o destino resolvido, inicie um estudo de conhecimento do "caminho". Esta é a satisfação do fator "Terra". É necessário que você conheça os aspectos, as características, as peculiaridades do "caminho". O conhecimento do "Caminho" será o seu grande triunfo. Com esse conhecimento você poderá planejar melhor a caminhada e será capaz de prever possíveis problemas e assim, planejar as possíveis manobras para contorná-los. Isso sem falar que esse conhecimento fará você aproveitar melhor o "Caminho", usando seus pontos favoráveis  e desfavoráveis a seu favor.

Terceiro passo: Esteja atento ao que acontece a sua volta. Atenção às boas e más condições do "Clima". Se favoreça e tire vantagem das boas condições e use os maus momentos para rever os próximos passos, além de observar o que o "Clima" ruim pode ensinar. Esteja pronto para expandir e acelerar seus planos no "Clima" favorável e tenha a sabedoria de desacelerar e estudar as causas dos tempos ruins. Esse entendimento será importante. Sempre.

Quarto passo: "Cultive as virtudes da sabedoria, integridade, disciplina, coragem e humanidade". Essas características sempre estão presentes em um bom "Líder". Lembre-se que ser um "Líder" vai muito além de ter o poder de comando. Um bom líder é aquele que consegue facilmente a colaboração dos seus subordinados. Ele é respeitado, não temido. É a figura mais representativa do grupo, àquele que poderá guiar soldados dispostos a dar sua própria vida pela causa. Ele é seguido, não simplesmente acompanhado.

Quinto passo: Planeje todos os seus passos. É neste passo que você estabelece os métodos de luta. Decide quais armas serão usadas e como serão empenhadas. Está é a definição do seu "Método". Você precisa planejar gastos, a eficiência, e o "suporte logístico". Esse é um aspecto inegligenciável.

Sobre o cumprimento dos cinco fatores alerta Sun Tzu:  "Todos os comandantes que negligenciarem esses cinco fatores estarão fadados ao fracasso, porém, os que dominarem, conquistarão a vitória".

Como diria o velho ditado popular "não grite aos quatro ventos" o que pretende fazer. Nunca se sabe onde está o inimigo. Os mais perigosos inimigos são aqueles não declarados. Saiba obter informações sem dar informações que poderiam, se alguma maneira, serem boicotados pelos seus inimigos. A lição do Sun Tzu é " Há momentos em que a maior sabedoria é parecer não saber nada". Implantar a ideia no inimigo que ele está no controle é sempre uma ilusão que deve ser mantida. Essa ilusão o faz negligenciar o inimigo, e essa negligência é o seu trunfo.

A grande lição deste capítulo é: "É calculando e analisando que o estrategista vence previamente a guerra na simulação do templo. Portanto, fazer muitos cálculos conduz à vitória, e poucos, à derrota".

Pronto, falei. Agora é sua vez.

Gentee,

Como diria Cazuza "Eu vejo o futuro repetir o passado". Hoje eu vou mostrar como Cazuza tem tudo a ver com o filme "As bruxas de Salém", mas antes eu queria confessar uma coisa..

Aii, eu adoro esse blog por que aqui eu posso falar qualquer insanidade. Por que aqui eu posso colocar minhas impressões a respeito do mundo e de tudo que há nele.

Então, eu vim aqui só comentar sobre o filme. Não resisti. Tenho que comentar com vocês.

Se você já assistiu e só viu uma história sobre bruxas eu recomendo ler esta postagem e perceber algumas "coisitas más" (pode usar o "más" nos dois sentidos da palavra) depois de ler isso você vai se sentir assitindo a outro filme.

Primeiro, eu quero dizer como eu fiquei chocada com a história do filme. Não por causa das "bruxarias", mas em como as pessoas são capazes de ser absolutamente más para conseguir o que desejam. Depois eu fiquei pensando em como nossas crenças nos "encabrestam" e até onde uma pessoa pode ir para sustentar uma mentira, uma situação, uma posição ou simplesmente para não voltar atrás numa decisão antecipada e errônea e parecer fraco e o estrago de tudo isso.

O filme antes de falar de bruxas e similares trata de valores, de moralidade e de conveniências; em como nossas decisões são carregadas de parcialidade; em como só conseguimos ver o que queremos e diante desse desejo procuramos inúmeras justificativas para explicá-las, mantê-las e defendê-las como corretas.

Outra coisa interessante é como é atual, contemporâneo e corriqueiro. Em como o poder subjuga e obriga a aceitação. Aqueles condenados a forca, podem ser perfeitamente análogos aos mais vulneráveis no nosso tempo, aqueles que precisam ceder ao sistema para sobreviver, aqueles que são apontados como indesejáveis por que a elite se incomoda em dividir o mesmo espaço e que, às vezes, essa mesma elite procura meios de tirá-los de circulação fazendo falsas acusações e propagando mentiras que são aceitas e promovem uma ação de repulsa a essas pessoas que são indiscriminadamente rotuladas e combatidas. Me lembrou o policial corrupto que planta uma falsa prova por que isso lhe é interessante. Me lembrou as pessoas que espalham mentiras pra prejudicar um colega de trabalho, um vizinho por que isso pode lhe trazer benefícios. Me fez pensar na inveja, na maldade, na deslealdade, todas em nome de um objetivo. Mas também me fez pensar em como existem pessoas que se mantêm íntegras e que não se deixam abater por um sistema opressivo e manipulador. Me fez pensar em pessoas que ainda conservam a integridade, a dignidade, que dão valor a sua honra.

É um filme excelente. Se você já assistiu e só prestou atenção na historinha de bruxa eu recomendo que você o veja novamente e perceba outros aspectos embutidos no longa que traz Winona Rider no papel principal. Tenho certeza que vai ser uma experiência muito interessante.


Pronto, falei. Agora é sua vez.



 
Gente,  
Hoje eu assisti a novela Insensato coração e o caso de André ( Lazáro Ramos) e seu pai (Milton Gonçalves) me chamou a atenção e me deu a idéia de falar do caso de maneira bem descontraída. Na verdade a situação do personagem de Milton Gonçalves e sua relação com o álcool. Eu sei que é um tema sério, mas dá pra ver coisas sérias em coisas engraçadas. Neste caso é uma música de um artista chamado Renato Fecchine muito divertida. Para os nerds de plantão vale conferir e fazer uma análise da bebida como fuga da realidade, como a recusa de enfrentamento de uma vida problemática. Para a galera descontraída, vale umas boas risadas.  
Confiram 
Pronto, falei. Agora é sua vez.




Amores,
Quanto tempo hein? Minha volta tem como razão algo que vai dar um post bem bacana. A grande verdade sobre essa prolongada ausência é que nada que eu lia, ouvia, assistia provocou uma vontade de escrever, compartilhar. Talvez por algo subjetivo, talvez por não ter sido nada de muito interessante.. Mas, como vocês podem observar isso passou. Na sexta –feira eu tive acesso a um vídeo muito legal e ele me animou bastante a voltar. Eu sentir uma enorme vontade de meter o bedelho e vir aqui pedir pra vocês meterem o bedelho também! Quem gosta de uma boa encrenca, histórias conspiratórias e um bom debate sobre religiões não deixem de conferir essa postagem.

Então, na sexta-feira eu assisti a um vídeo no youtube que realmente segurou minha atenção: Zeitgeist [A Farsa do Jesus Histórico], e depois, como boa aspirante a jurista, eu assisti o Zeitgeist – Refutado.

Deixe-me falar inicialmente do primeiro. O zeitgeist, a farsa do Jesus histórico, trata da, segundo eles, criação do mito Jesus Cristo e a real intenção desta criação. Ou seja, defende que Jesus Cristo nunca existiu e que não passa de uma estória fictícia para ter-se o controle social, a manipulação das massas. Afirma que Jesus é mais um mito, mito aliás plagiado das religiões antigas e pagãs, em outras palavras, a estória de Jesus é uma série de compilações de outras estórias pagãs altamente ligadas a natureza e a astrologia. O vídeo faz relações entre outros deuses nascidos de virgens, com seguidores, mortos e ressucitados. Esclarece a origem desses mitos e as relações e heranças da astrologia, base das antigas religiões pagãs, dentro do cristianismo. (só os esclarecimentos sobre sob que circunstâncias nasceu as primeiras religiões já vale o tempo).

No zeitgeist refutado, é claro que, eles tentam desmentir e até desvirtuar as fontes e informações. A primeira parte já é bem desestimulante. Eles não dão muitas informações úteis ou consistentes, mas não façam como uma boa parte das pessoas que desistiu ali mesmo, na primeira parte. Não liguem muito para os comentários e continuem assistindo para tirar suas próprias conclusões. Apesar dos argumentos simplistas um olhar mais atento pode notar muitas informações importantes.

Bem, a conclusão a que eu cheguei é a de que Jesus existiu, mas não existiu como tradicionalmente conhecemos( o que eu já suspeitava até mesmo antes de assisti o documentário). O Jesus Cristo  criado pela Igreja , este sim, é o colocado a prova por zeitgeist, apesar dele colocar a própria existência de Jesus em questão. Mas enfim, eu cheguei a conclusão de que o homem, Jesus Cristo, existiu mas a maior parte do lado divino e até exotérico da estória foi criada, no meu entendimento e partindo da certeza da manipulação dos escritos por toda idade média, desde a criação do cristianismo, de fato baseada nos antigos mitos e crenças pagãs justamente para serem melhor aceitas pelos pagãos que a Igreja deseja converter e com isso controlar. Método esse que foi reutilizado na conversão dos escravos, com as associações dos orixás com os santos católicos o que facilitou sua conversão.

Resumindo, o Jesus criado pela Igreja, este sim foi produzido visando o controle social e a ascensão ao poder. Tenho consciência de que uma opinião final só poderia ser possível caso tivesse acesso aos mais diversos documentos originais ou no dia em que inventassem a tal máquina do tempo. Mas enquanto isso não acontece a gente vai achando as coisas...

Zeitgeist

Zeitgeist - refutado



Qualquer dia desses eu faço uma postagem falando sobre minhas impressões a respeito das religiões..

E você, o que conclui dos vídeos?

Pronto, falei. Agora é sua vez.

 


ALô ALô W Brasil,
Estamos de volta esta semana como nosso ilustre Bad convidado  que faz a maior pose de menino mal, mas que não faz mal a ninguém. Muito pelo contrário... Vocês acompanharão a terceira dica do atualmente mais famoso orientador sócio-amoroso para homens( olha só a falta de modestia... rsrs). Vou deixar de conversa, já (re)apresentei o cara. Não vou prolongar o post. Confiram hoje: (maiores informações na introdução da primeira postagem da série)


As mulheres detestam os tipos bonzinhos (não tirem conclusões precipitadas. Leiam o post..).

" Vou te mostrar as coisas que a sociedade nos ensina e que estão erradas, coisas que são criadas para que não tenham sucesso com as mulheres. Primeira: as mulheres gostam de tipos bonzinhos. Devia ser: as mulheres DETESTAM tipos bonzinhos. Você já se perguntou alguma vez por que a mulher uma mulher bonita acaba sempre por ficar com o tipo que se comporta diante dela como um total imbecil. Por que são atraídas por tipos assim? Excepcionalmente gostam de um tipo bonzinho. Alguma vez já teve a sorte de sair com uma mulher assim? Já reparou que quando a respeitas e és simpático com ela recebe sempre a célere resposta: vamos ser amigos? E esse é o truque. Na generalidade as mulheres detestam os tipos bonzinhos porque são chatos, previsíveis, monótonos, viciados nas rotinas, inseguros, nada divertidos, sérios e sem vida. Por outro lado as mulheres são pessoas emotivas, querem sentir emoções e se tu "comprares" um tipo bonzinho que te dá uma emoção chata como amor, enquanto outro tipo vai dar amor, ódio, dor, prazer, adrenalina, expectativa, excitação, todos esses sentimentos ao mesmo tempo, se você fosse a mulher escolherias um tipo chato, que vai te dar sexo apenas como parte de uma rotina, sempre o mesmo e teres uma relação monótona onde o controlas como um brinquedinho ou escolherias um tipo aventureiro, maluco, totalmente imprevisível e interessante que vai ser um verdadeiro desafio (aii adoroo, mas não precisa ser imbecil tb. Essa parte eu dispenso...)e que vais te dar sexo selvagem, qual deles escolheria? Claro que escolherias o segundo, tal qual a maioria das mulheres desse planeta. Ser previsível mata a atração ( fato.)."

A segunda e terceira coisa errada que a sociedade ensina vocês poderão conferir na próxima quarta-feira. 

Homens aprendam, mulheres dêem o carimbo de verdadeiro ou falso.

Aguardem os "próximos capítulos" da novela Fala Badboy LifeStyle! Um bad sempre falando coisas não tão "bads" assim ;)

 Corroboração cinematográfica: Do que as mulheres gostam?(rsrs)

Pronto falei. Agora é a sua vez.






Saudações terráqueos,

Aqui estou eu mais uma semana com meu " bad convidado" que "dará a voz" por mais algumas postagens. Se você não acompanha o blog eu farei uma breve referência ao que estou a dizer. Eu encontrei um curso de sedução que aparentemente era bem inútil, mas como vocês notarão a palavra aparentemente não está nesta oração por acaso. Se quiser entender melhor, leia a postagem anterior. Se quiser saber o que ele tem a dizer esta semana. Acompanhe as próximas linhas.

Hoje o tema será beleza. Então, vamos deixá-lo falar... Fala Badboy lifeStyle.

"                                                                        O que é beleza?

A resposta à essa pergunta varia de acordo com a cultura. Por exemplo, a alguns anos atrás criaram a noção de que as mulheres com curvas, peitos grandes eram sexys. Este era um modelo para o termo sexy. Fizeram uma lavagem cerebral em toda uma geração e criaram nas suas cabeças um modelo de mulher bonita. Pamela Anderson foi o icone desta geração. Este modelo mudou nos últimos 10 anos e até pouco tempo estavam  promovendo por toda parte modelos magérrimas, esqueléticas com os seios pequenos. Não é de se admirar que tantas garotas ficam anorréxicas tentando seguir este modelo de beleza. Esta é a nova ideia que será implantada, ou melhor, esta sendo implantada  nesta geração de adolescentes. Ou seja, o que é sexy para nós é aquilo que a sociedade nos faz acreditar que é sexy. Por exemplo, em alguns lugares do mundo ser gordo é atraente, e quanto mais gordo for, mais bonito é., isso por que significa que é saudável, que tens dinheiro, que tens algo para comer (em fartura pelo jeito...). Na nossa cultura a sociedade deposita grande valor às mulheres bonitas e ligam a felicidade dos homens às mulheres atraentes, mas também relaciona esta felicidade com aquilo que é preciso comprar para conseguir mulheres bonitas. Como? Repare nos anúncios nas ruas e nas revistas. Vai ver a imagem de um carro caro e ao lado uma mulher atraente, ou outro produto qualquer, muito caro, como um rolex ou um Armani, e ao lado uma mulher atraente. Isso é pura e simplesmente lavagem cerebral. Se queres esta garota, compre isso.  Se ler uma das revistas mais conhecidas a nível mundial, a playboy, vai perceber que tem uma estrutura: uma modelo muito atraente num dos lados da revista e o que tens que comprar para conseguir mulheres como estas do outro lado, tais como tvs de plasmas, carros caros e todas as outras coisas  que precisa comprar para criares uma falsa confiança. Esta é a programação básica que eles fazem; e você tem que trabalhar sempre mais para conseguir todas essas coisas mas  mesmo quando compras um carro caro e todas essas coisas que a sociedade diz que tens que ter, isso não vai garantir que tenha a garota. Eu ( o Badboy LifeStyle) conheço um tipo que tem todas essas coisas e mesmo assim não consegue seduzir uma mulher. Por quê? Porque ainda não tem confiança necessária para abordar uma mulher que não conheça, e ela não o quer abordar porque o seu ego não lhe permite (isso definitivamente não se aplica a todas). No entanto dizem que quando poder comprar todas essas coisas e ter muito dinheiro vais ter muita confiança. De algum modo você se sente o prêmio e sentes que elas precisam de você e isso atrai mais as mulheres do que qualquer outra coisa. É exatamente este tipo de atitude que deves ter, mas eu ( o cara) vou te dar boas notícias, não precisas ter todas essas coisas, dinheiro, carro, para teres esta confiança. Só precisa se comportar como se fosses assim ( não mentir, mas conservar a confiança que teria caso tivesses todas estas coisas - é melhor explicar bem claramente, nunca se sabe..) e as pessoas vão te ver como se fosse um deles. Mas falaremos disso  detalhadamente mais adiante..."



Gostaria de salientar que nada que ele fala é novidade, mas estamos envolvidos tão intimamente a tudo que normalizamos e não sentimos como estamos sendo manipulados o tempo inteiro. O legal dessas postagem é que ela coloca o livre arbítrio em cheque e nos faz pensar sobre esse tema tão interessante. Afinal, quanto do que escolhemos é fruto da nossa livre e espontânea vontade?




Dica de filme para o final de semana: 1984 - george orwell (relacionado com o tema)


Divirtam-se
Pronto, falei. Agora é sua vez.


Olá povo meu!!

Esses dias eu confirmei minhas antigas crenças de que nada é absolutamente inútil. Deixa eu contar para vocês uma história.

Escanranfunchando os arquivos do meu pc um dia desses encontrei um curso de um tal de Badboy LifeStyle [ ele se auto intitula assim] que aparentemente parecia muito idiota, mas que me surpreendeu. A primeira impressão é de um curso de um conquistadorzinho barato que quer ganhar as custas de homens inseguros. Mas dedicando um pouco mais de atenção você percebe a aula de sociedade e comportamento humano que o cara dá [seja proposital ou não]. No decorrer das postagens vocês irão acompanhar o que eu tirei de mais interessante do tal curso. Por alguns meses será uma "série" do blog "exibido" todas as quartas-feiras. Quem curtir pode aparecer para conferir o que o cara vai dizer. Eu recomendo.


 Usem como bem entenderem [pro bem de preferência]. Fiz algumas "adaptações" em algumas palavras para facilitar a compreensão.

Vou deixar de delongas e deixar o cara "falar". Afinal o nome da postagem é "Fala Badboy LifeStyle " e não Fala Thathí, deixa que eu falo em outra postagem. ^^

" A Matriz Social "


Provavelmente você já assistiu o filme "Matrix". Esse filme é muito importante para se entender como nossa sociedade funciona. Se ainda não assistiu [acho pouco provável], sugiro que o alugue e o faça. Para os que viram a muito tempo revejam. Se viram quando crianças reassistam para que dessa vez possa entender o filme de verdade [etc...]. Depois de assisti-lo você poderá entender muito melhor e vai aprender mais facilmente o que estamos [ele está] a ensinar.

Todos sabemos que o sexo vende tudo. A sociedade nos controla de diversas formas, de modo que nos tornemos todos carneirinhos para servir melhor a sociedade [Esse cara provavelmente leu Nietzsche]. O sexo é apenas uma maneira de fazer isso. Uma grande parte do controle é feita através de uma lavagem cerebral, de forma a tornar as pessoas tristes e frustradas. E por que? Por que não se pode controlar as pessoas que estão felizes. Se você está feliz não vai comprar coisas, não vai procurar ajuda, não vai procurar felicidade. Enquanto você pensa nos seus problemas, enquanto pensa que está cheio de problemas na sua vida é garantido que vais trabalhar para ganhar dinheiro e com esse dinheiro possa comprar felicidade. A religião, a educação, a televisão e os anúncios estão sempre tentando mantê-lo frustrado para te venderem cada vez mais coisas. A sua estratégia principal é: criarem um problema para venderem a solução [ meio conspiratório não?]. E esses problemas podem até não existir. Mas não importa.

[...]

É impressionante como eles tornam as mulheres frustradas e infelizes ao transmitirem certas mensagens através de jornais e/ou revistas, como a cosmopolitan, por exemplo, mensagens nas quais transmitem que elas não são bonitas o suficiente e dizem como devem se parecer se quiserem ser desejadas pelos homens. Ver uma revista cosmopolitan e irá confirmar o que se está a dizer. Claro que a maioria das mulheres sentem-se mesmo infelizes por que não conseguem ser assim. Como todos sabemos, na nossa sociedade a beleza é igual a dinheiro: com muito dinheiro podemos fazer cirúrgias plásticas, podemos vestir roupas caras e ser atraentes. Isso significa que se uma mulher quer um 'bom partido' precisa estar bonita e atraente. E para conseguir dinheiro pra isso tem que se 'matar de trabalhar'. As mulheres estão constantemente infelizes por que a moda está sempre mudando e elas são obrigadas a comprar um novo par de sapatos, uma nova bolsa ou roupas novas, por que os que elas têm já não estão mais na moda. Por isso, se querem estar bonitas, têm que adotar esse novo estilo para esta estação, e isso custa bastante dinheiro. Também transmitem uma mensagem subliminar às mulheres: quanto mais bonitas estiverem, melhor é o homem que você merece. É assim que a mídia cria nelas uma falsa confiança: "assim vais ficar tão bonita que todos os homens do mundo irão te desejar". E todas as mulheres querem estar bonitas, não apenas para os homens e para as outras mulheres, mas também para si mesmas, por isso é muito fácil vender-lhes alguma coisa.  [...] 


Aguardem a continuação dos pensamentos do Badboy LifeStyle na próxima semana.

Pronto, falei. Agora é sua vez.




O gérmem da postagem de hoje surgiu na postagem anterior. Nela eu havia levantado rapidamente a dúvida "por que a água é salgada" e esse questionamento, me parece, que é comum a mais algumas pessoas. Além disso a percepção de que tudo tem um porquê que nem sempre a gente dá a devida  importância colaborou bastante para a ideia que vou desenvolver nessa postagem. 

Hoje eu vou tentar explicar alguns fenômenos que constatamos diariamente e que raramente nos damos o trabalho ou temos a curiosidade de entender o porquê de serem exatamente como são. Vamos começar com a já mencionada na última postagem 

Por que a água do mar é salgada?

Partindo do principio que a água do mar é o desaguamento das águas dos rios e reservatório das águas das chuvas, ambas doces, é no mínimo estranho perceber que a água do mar é salgada não é mesmo? Pensando nisso eu resolvi pesquisa o motivo das águas dos mares serem salgadas.

Segundo a revista Mundo Estranho (ME) o motivo é que as águas dos rios quando correm coletam pelo caminho material mineral, como o cloreto de sódio (sal) por exemplo, e levam até o mar. No mar quando a água evapora deixa para trás o cloreto de sódio responsável pela salinidade da água. Ou seja, os rios levam água doce e sal , mas quando ocorre a evaporação da água do mar pelo calor só evapora a água, deixando o sal no mar provocando a gradativa concentração de sal nas águas marinhas. Além disso a água da chuva também ajudam já que capturam as particulas de sódio e cloro suspensas no ar e as levam para os oceanos, inclusive, ajudando no processo.

Por que o céu é azul?

è tudo por causa da atmosfera que circunda o nosso planeta. Vou colocar uma imagem ao lado para ilustrar melhor a explicação.

Três conhecimentos são inicialmente                         fundamentais: 1)cada cor tem uma frequência e comprimento de onda diferente. 2) a luz é branca, mistura das sete cores do arco-íris— o violeta, o azul, o anil, o verde, o amarelo, o laranja e o vermelho. 3) ondas de menor comprimento se espalham com mais facilidade. Agora que vocês já sabem o mais importante vamos à explicação:
 
 Segundo uma página da Mundo estranho [ME] "A luz azul tem uma freqüência (ciclos de onda por segundo) muito próxima daquela de ressonância dos átomos da atmosfera, ao contrário da luz vermelha. Assim, a luz azul que é reemitida em todas as direções, num processo chamado dispersão de Rayleigh (nome do físico inglês do século XIX que explicou esse fenômeno). A luz vermelha, que não é dispersa e sim transmitida, continua em sua direção original, mas quando olhamos para o céu é a luz azul que vemos porque é a que foi mais dispersada pelas moléculas em todas as direções. movimenta os elétrons nas camadas atômicas das moléculas com muito mais facilidade que a vermelha. Isso provoca um ligeiro atraso na luz"

Por que o céu fica avermelhado no pôr do sol?

"À medida que o Sol vai se pondo, seus raios têm que atravessar um pedaço maior da atmosfera, colidindo com mais obstáculos. Afinal, no crepúsculo, até as ondas longas, laranja e vermelho, acabam trombando e se desviando, avermelhando gradativamente o horizonte (embora o resto do céu continue azul). A vermelha é a última onda de luz que consegue cruzar a atmosfera e nos atingir, por isso o astro-rei fica vermelho no pôr-do-sol.

O azul se espalha tanto que não consegue chegar até nós e, por isso, vemos o céu vermelho.
Ao meio-dia, a luz do Sol atravessa um trecho menor de atmosfera. O violeta, o azul e o anil se espalham pelo céu e os raios solares chegam amarelos aos nossos olhos.

No final da tarde, a luz entra inclinada e passa por um longo pedaço de atmosfera, trombando nas partículas. O verde e o amarelo também se espalham, e só o laranja e o vermelho chegam aos nossos olhos.

1 - Ondas compridas de luz, como o vermelho, contornam os obstáculos sem dificuldades.

2 - Ondas curtas, violetas, anis e azuis, batem e se espalham pelo céu, pintando-o. O Sol é amarelo porque essa cor é a mistura das ondas longas que chegam: verde, amarelo, laranja e vermelho."



Isso foi praticamente uma aula interdiciplinar de física, química e geografia. rsrs
Despeço-me meio nerd hoje.. Até a próxima postagem.

Pronto falei, agora é sua vez.



Fontes: http://super.abril.com.br/superarquivo/1998/conteudo_67326.shtml
http://mundoestranho.abril.com.br/ambiente/pergunta_285757.shtml
http://mundoestranho.abril.com.br/ciencia/pergunta_285675.shtml


Eu estava morrendo de saudades de ser blogueira gente! E não é só o contrato do Ronaldinho Gaúcho com o Flamengo que tem hora pra acabar, mas também meu jejum  e ele se encerra agora [ estouros de fogos]. E não vou voltar só pro meu querido Abrindo a Cabeça mas para meter o bedelho nos blogs dos meus companheiros blogueiros a torto e a direito como eu adoro fazer sempre.

Para abrir o verão do blog eu vou poupá-los  de um primeiro reencontro [ de novo] polêmico [ do jeitinho que a gente gosta]. Vou tratar de uma coisa que eu andei futucando na net essa semana e que achei muito legal. Confesso que fiquei horas olhando o tal site e espero que desperte o mesmo interesse em vocês já que eu não tô afim de fazer uma postagem chata que o povo chega nos comentários e sentencia " muito legal o blog",  ou pior provocar o desinteresse dos meus leitores! =0 

Então, eu vou deixar de suspense e dizer logo do que se trata a postagem. Olha só que coisa mais desconexa mas que faz todo sentido: no meio de uma conversa no meio da praia surgiu aquela clássica pergunta  "por que a água do mar é salgada?" aí quando eu cheguei em casa eu resolvi pedir uma iluminação do St. Google. Ele me indicou o site da revista Mundo Estranho (ME) aí de lá eu fui vendo outras curiosidades e tals. Aí de repente [depois de o que é macumba, quais os santos mais pecadores da história, depois de descobrir que são longuinho foi o soldado romano que  enfiou a lança em Jesus já crucificado - lembram? e outras bizarrices mais , eu cheguei a uma curiosidade que explicava o por que de tanto Silva, Santos e Souza no Brasil. Daí ele citaram por alto um autor de um livro chamado o "Dicionário das Familias Brasileiras" [ou qualquer coisa assim] que trazia a origem e até os ascendentes que trouxeram o sobrenome pro Brasil. Eu não achei o tal livro online, mas encontrei outro site bem divertido pra bisbilhotar, o Benzi Sobrenomes, e fiquei olhando a origem do sobrenome de todo mundo que eu conhecia e conseguia lembrar. Além disso eu aprendi como foi que surgiu o hábito de dar sobrenomes as pessoas, que primordialmente nada mais era do que uma referência para identificação da pessoa. Tipo pessoas que tinham o mesmo nome [ Tereza por exemplo] eram identificadas por nomes que as individualizavam [ a loira, a ruiva, do rio, do monte e assim vai ].

Mas vamos aos finalmente? Já estava na hora de parar de enrolar vocês com minhas histórias né? Então, vamos deixar de conversa e ver a origem de alguns?

Almeida - Sobrenome português, sua origem vem do árabe a ( al ) mesa ( meida ), em sentido geográfico seria " planalto ou chão plano ". Descendem os Almeida de D. Fernão Canelas, senhor das Quintas do Pinheiro e Canelas, pai de João Fernandes de Almeida. Procede tambem desta família Egas Moniz, conquistador de Almeida, da qual um de seus filhos tomou o nome pôr sobrenome. 

Santos - Sobrenome portugues de origem religiosa cristã, seria a abreviação de " Todos os Santos ", refere-se a esta comemoração da igreja catolica. Na epoca em que se começou a adotar sobrenomes, este nome era dado inicialmente às pessoas que nasciam em 1º de novembro, Dia de Todos os Santos. Outra origem é a referência geográfica à região de Sierra de Los Santos, na Andaluzia. Em sua linha sacerdotal, destaca-se o padre mineiro João Pedro dos Santos, que ao morrer, em 1850, reconhecera sete filhos. O nome Santos também foi adotado por judeus obrigados a se converter, os cristãos-novos. Tal sobrenome possui variações em diversas linguas, Frances: Toussaint, Italiano: Sante ou Santoro.  

Ramos - Sobrenome português provavelmente de origem cristã, refere-se a festa de ramos os domingo de ramos, em um documento de 1693 foi registrado um certo Plácido de Ramos, comprovando o uso deste sobrenome, no mínimo desde esta época, na idade antiga era comum algumas famílias adotarem nomes que, de alguma forma homenageasse a igreja católica, firmando sua posição de católicos praticantes e na esperança de trazer bons fluidos para a família. 

Ribeiro - Sobrenome português classificado como sendo um toponímico pois tem origem geográfica, significaria "riozinho". A família Ribeiro de Portugal é de origem nobre, Ribeiros e Ribeiras, ao que parece são a mesma família. Procedem de el-rei D. Ramiro, ultimo de Leão e há em Castela ( Espanha) deste apelido casas muito principais.

O seu não está aqui? Eu suspeitei... Por isso mesmo eu vou disponibilizar o site pra vocês conferirem o de vocês AQUI.

Eu achei legal por que nunca havia pensado no sobrenome assim, com um significado, só como sobrenome sabe? Imagina, quem já se viu como Marina da selva ou como Antonio do mar por exemplo?  Vocês me entendem né? Tah, eu sei que sim. ^^


Comentem depois de  ter visto o sobrenome de vcs. Vai ser mais divertido. 

Então, por hoje é só.

Pronto falei, agora é sua vez.



Pesquisar este blog