Páginas

Geralmente, as águas-vivas não vivem mais de 6 meses. Mas uma delas, a Turritopsis dohrnii, conseguiu driblar esse destino- e, de quebra, revolucionar os conceitos de vida e morte. Ela tem a capacidade de rejuvenescer indefinidamente as próprias células, ou seja, é essencialmente imortal. Não pode morrer de causas naturais; sua única possibilidade de deixar esse mundo é ser comida por algum predador. A imortalidade do bicho foi descoberta pela bióloga italiana Maria Pia Miglietta. que trabalha na universidade da Pensilvânia e viajou o mundo todo para estudar a supercriatura. O corpo das águas-vivas assumem vários formatos durante a vida. Mas a Turritopsis dohrnii consegue fazer esse processo andar ao contrário, como se fosse uma borboleta que volta ao estágio de larva. O rejuvenescimento ocorre depois que o animal se reproduz e também em momentos de crise, se ele está ferido ou sem alimento. Uma verdadeira mágica evolutiva. O animal, que já foi encontrado na Flórida, na Itália, na Espanha, no Panamá e até no Japão, se espalha pegando carona na água que os navios usam como lastro. Sem saber, eles coletam água cheia Turritopsis e ao chegar ao seu destino, em outra parte do planeta, descarregam tudo no oceano- onde o bicho imortal começa a se reproduzir. Ninguém sabe o tamanho da população de Turritopsis dohrnii, e isso está preocupando os cientistas. É uma invasão mundial sem precedentes", afirma o biólogo John Darling, da Agência Americana de Proteção Ambiental. O medo dos especialistas é que a Turritopsis possa se multiplicar demais e desequilibrar os ecossistemas do planeta, levando a extinção de outras espécies. Mas ela também pode trazer o bem: biólogos italianos acreditam quer decifrar os mecanismos de rejuvenescimento desse animal possa levar a uma cura para o câncer. É esperar para ver- como highlander, a água-viva não tem nenhuma pressa. Super- Abril- 2009

0 comentários:

Postar um comentário

Um comentário diz muito sobre você.
Comente com inteligência.

(retribuo comentários bem feitos- afinal,se vc escreve bem aqui, escreve bem lá. ;)

Pesquisar este blog