Páginas

A vida dos comtemporâneos do final do séc. XX e principalmente do séc XXI está se tornando intimamente ligada ao trabalho fazendo com que os indivíduos mesmo vivendo em comunidade se tornem gradualmente mais individualistas e restrinjam sua vida apenas ao campo profissional. A rotina que as pessoas estão condicionadas afeta não apenas o seu lado profissional mas também os outros aspectos da sua vida. Os problemas do trabalho tornam as pessoas nervosas, ansiosas e frias, e assim a vida vai passando e isso se tornando um comportamento comum, correndo o risco de ser aceito como normal quando na verdade não o é. As pessoas começam a adiar férias, ou mesmo passeios com a família ou com os amigos deixando o trabalho consumir seus relacionamentos sociais e afetivos. Ao chegar a maturidade, inúmeras pessoas irão analisar sua vida e perceberá que tiveram poucas atitudes que contribuíram para tornar a vida de outrem mais especial ou até mesmo a sua própria vida mais feliz. A qualidade de vida é melhor que em anos passados, mas isso não significa necessariamente que se terá "todo o tempo do mundo" para ser feliz. Dar prioridade as coisas que realmente importam faz do ser humano uma criatura melhor, ter momentos felizes é mais que um dever ou um direito, é antes de tudo uma obrigação. E você já disse o quanto alguém é especial para você hoje? Ainda há tempo... Abraçar é uma coisa que se dá e se recebe conjuntamente.

0 comentários:

Postar um comentário

Um comentário diz muito sobre você.
Comente com inteligência.

(retribuo comentários bem feitos- afinal,se vc escreve bem aqui, escreve bem lá. ;)

Pesquisar este blog